Google usa técnica similar à do Facebook para capturar dados de usuários


Hoje mais cedo, (mais) uma enorme polêmica estourou nas mãos do Facebook — e respingou no Apple Park — quando uma reportagem revelou técnicas no mínimo questionáveis que a gigante de Mark Zuckerberg estava utilizando para capturar dados de usuários do iPhone. O certificado corporativo do qual o Facebook se aproveitou para tornar a prática possível foi prontamente banido, mas aparentemente a empresa não é a única a utilizar esse tipo de técnica.

App do Google que utilizava certificados corporativos para capturar dados de usuários

Como informou o TechCrunch, o Google tem, desde 2012, realizado uma prática semelhante por meio de um app chamado “Screenwise Meter”, que utiliza um certificado empresarial da gigante de Mountain View para coletar dados de utilização dos usuários participantes, os quais recebem cartões-presente como “pagamento”.

O certificado é utilizado para instalar um app de VPN1 por fora da App Store — esse app, por sua vez, é o que tem a função de capturar os dados de navegação dos usuários. O funcionamento é quase igual ao do aplicativo banido do Facebook, mas com uma diferença: o Google informa desde o primeiro momento sobre os dados que estão sendo monitorados, e oferece no próprio app um “modo convidado” que — ao menos supostamente — desabilita temporariamente todas as capturas.

Em comunicado enviado ao BuzzFeed News, o Google classificou o uso dos seus certificados digitais como um erro:

O app Screenwise Meter não deveria ter operado sob o programa corporativo da Apple — isso foi um erro e nós pedimos desculpas. Nós desativamos o app em dispositivos iOS. O uso do app é completamente voluntário e sempre foi. Nós sempre deixamos claro para os usuários as formas que utilizamos seus dados no app, não temos acesso a dados criptografados nos apps e nos dispositivos e os usuários podem sair do programa a qualquer momento.

De qualquer forma, isso não muda o fato de que a prática do Google é proibida pela política de privacidade da Apple; até o momento, a Maçã não tomou medidas para coibir a ação do aplicativo, mas novidades em relação a isso deverão surgir logo, logo. Isso será interessante: se o certificado corporativo do Google for revogado, afinal, seus serviços poderão sofrer abalos graves no ecossistema da Apple, tal como ocorreu com o Facebook.

Facebook negocia

Falando em Facebook, a repórter do Bloomberg Sarah Frier confirmou com fontes dentro da gigante de Mark Zuckerberg que todos os aplicativos de testes da empresa estão offline no momento, justamente por conta da revogação do certificado corporativo da companhia.

Segundo Frier, o Facebook já está em negociações com a Apple para que a ação seja revertida e os apps voltem a funcionar; não há mais informações sobre o avanço das conversas ou o que isso significa, a curto prazo, para o desenvolvimento dos aplicativos do Facebook. A repórter afirma ainda que a empresa não está preocupada que consequências semelhantes venham do Google por possíveis práticas parecidas realizadas no Android.

Vejamos no que essa história toda dará.

via 9to5Mac

Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.

Posts recomendados

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: