Após redução dos preços, vendas de iPhones sobem até 83% na China

Nas primeiras semanas deste ano, comentamos a redução dos preços de iPhones em revendedoras da Apple na China, uma estratégia da companhia de Cupertino para aumentar o volume de vendas do gadget no país após o último trimestre decepcionante de queda.

Apesar de não reduzir o valor desses aparelhos nas suas lojas oficiais, o subsídio oferecido para as empresas terceirizadas funcionou muito bem, obrigado — como divulgou o site chinês Feng.com. De acordo com dados do site de compras Alibaba, as vendas de iPhones subiram 76% desde as três últimas semanas do mês passado. A Suning, outra revendedora chinesa, viu o tráfego e as vendas da Apple “explodirem” com os iPhones 8, 8 Plus e XR (que aumentaram 83% no mesmo período).

O corte nos preços não foi a única estratégia usada pela Maçã para aumentar suas vendas na China, onde a companhia também promove a promoção de trade-in para que clientes substituam modelos antigos do iPhone pelos novos nas suas lojas. A Apple espera que as vendas aumentem principalmente nesta semana, quando é comemorado o Ano Novo Chinês.

Além da China, o CEO da Apple, Tim Cook, revelou na semana passada — após a divulgação dos resultados fiscais da companhia — que a empresa está reavaliando sua estratégia de preços em alguns mercados internacionais. Como dissemos, a Maçã pretende alinhar os valores de gadgets, como o iPhone, deixando-os num patamar anterior ao das atuais flutuações cambiais.

Não é equivocado afirmar que a redução dos preços de iPhones no Brasil é um desejo da nação; portanto, vamos continuar torcendo para acontecer por aqui o mesmo que foi feito na China.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes