Imagem de destaque

Apple é acusada de tornar carregadores antigos de iPhones inoperantes

Mais um dia, mais um processo chegando à mesa dos advogados da Apple em Cupertino — e, desta vez, eu acredito que alguns aqui se identificarão.

Como informou o MacRumors, Monica Emerson (da Califórnia) entrou com uma ação coletiva contra a Maçã nesta semana, acusando a empresa de lançar atualizações do iOS que foram — nas palavras da própria — “especificamente projetadas e programadas para rejeitar, a partir de novembro de 2016, carregadores antigos do iPhone de carregarem corretamente os iPhones”. Se você já viu o alerta “O acessório pode não ser compatível” na tela do seu iPhone, sabe bem do que se trata.

Monica afirmou que comprou um iPhone 7 em setembro de 2016 e que carregou o seu aparelho com o adaptador original sem problemas até outubro de 2017; a partir dessa data, ele simplesmente parou de funcionar e começou a mostrar a “maldita” mensagem.

Como sabemos, esse alerta — supostamente — é mostrado quando um usuário conecta um acessório falsificado ou não aprovado pela Apple, a fim de proteger o aparelho. Acontece que, na prática, de fato muita gente acaba sendo prejudicada pelo alerta já que ele vez ou outra aparece para cabos e acessórios de marcas parceiras (que fazem parte do programa MFi e são certificadas pela Maçã) e até mesmo para os próprios cabos e acessórios da Apple (em alguns casos). O fato é que esses alertas podem ocorrer por uma série de razões, incluindo algo simples como sujeira no pino do cabo ou no conector Lightning.

Independentemente disso, Emerson acredita que o alerta forçou não apenas ela, mas milhares de outros clientes na mesma situação, a comprar novos carregadores, e resolveu abrir essa ação coletiva contra a empresa acusando-a de propaganda enganosa, práticas comerciais desleais, fraude e outras violações das leis da Califórnia — solicitando mais de US$5 milhões para serem divididos entre os afetados pelo problema.

Veremos no que isso vai dar.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes