Apple explica por que seus carros autônomos registram mais falhas que os da concorrência

Ontem, falamos aqui sobre um dado preocupante acerca do Projeto Titan: aparentemente, os carros autônomos da Apple em testes nas ruas da Califórnia sofrem com ocorrências de desengajamento (quando o motorista de segurança assume o controle do veículo) em uma proporção muito superior à de suas principais concorrentes, o que colocaria a Maçã numa posição de desvantagem no desenvolvimento das tais tecnologias. Entretanto, essa não é a história completa.

Hoje, o Department of Motor Vehicles (DMV, equivalente ao nosso Detran) da Califórnia publicou o relatório completo com os dados e informações enviados pelas empresas que fazem testes com carros autônomos no estado e, entre a documentação exposta, uma carta enviada pela Apple [PDF] explica a razão para a empresa relatar as ocorrências numa quantidade tão maior que outras companhias.

O que acontece é que, até julho de 2018, a Apple tinha como prática registrar absolutamente todas as ocorrências de desengajamento, mesmo em ocasiões sem qualquer tipo de falha ou perigo — bastava que o motorista de segurança tocasse no volante e a estatística já estava lá, gravada. A partir daí, os procedimentos mudaram e passaram a ser registrados somente os “desengajamentos importantes” — ou seja, ocorrências nas quais a intervenção do condutor humano foram importantes para sanar uma falha do veículo ou para evitar um acidente.

Os números refletem a mudança: entre abril de 2017 e junho de 2018, os veículos da Maçã dirigiram por quase 40 mil quilômetros e registraram, no total, 76.557 ocorrências de desengajamento. De julho de 2018 para cá, os carros já rodaram 90 mil quilômetros e foram registradas apenas 28 ocorrências, já de acordo com a nova diretriz — ou cerca de 0,3 falhas a cada 1.000km. A título de comparação, a Waymo registrou, ao longo de 2018, cerca de 0,06 falhas a cada 1.000km.

A própria Apple reconhece, na carta, que seus testes ainda estão em fases iniciais e que a segurança dos condutores e pedestres é sua prioridade máxima e, por isso, seus números de falhas podem ser maiores que os da concorrência. Apesar disso, esse novo dado mostra que a Maçã não está tão atrás de outras empresas do ramo — o que muda, mesmo, é a forma como cada uma registra seus dados.

No próximo levantamento desse tipo, é de se esperar que a empresa de Cupertino se saia muito melhor.

via AppleInsider

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes