Gartner analisa desaceleração do mercado de smartphones; vendas do HomePod crescem

Imagem de destaque

Desde o fim do mês passado, quando os primeiros resultados das vendas de smartphones referentes ao último trimestre de 2018 começaram a sair, vimos como o maior período de compras do ano não foi tão positivo assim para grande parte das fabricantes de aparelhos, incluindo a Apple.

Contudo, ao contrário dos resultados divulgados pela International Data Corporation (IDC), a Gartner foi um pouco mais otimista quanto às vendas mundiais de smartphones no fim do ano passado — mas não para a Maçã, que registrou a maior queda durante o quarto trimestre em mais de três anos.

De acordo com a firma, a Apple vendeu 64 milhões de iPhones no último trimestre de 2018, ante 73 milhões de dispositivos vendidos no mesmo período do ano anterior. Além disso, o mercado de smartphones como um todo desacelerou, subindo apenas 0,1% durante o quarto trimestre do ano com 408,4 milhões de aparelhos vendidos.

Como sabemos, a queda nas vendas da Apple foi mais significativa na China, onde a participação de mercado da companhia caiu para 8,8% no trimestre passado (bem abaixo dos 14,6% de 2017). A Samsung também não conseguiu evitar a queda na participação, porém o tombo foi menor: de 18% em 2017 para 17% no ano passado.

Vendas de smartphones Q4/2018 (Gartner)

Além do mercado chinês, sabemos que os usuários também estão demorando mais para trocar de aparelhos e que, em alguns mercados, a política de venda do Apple é simplesmente incompatível com a realidade (podemos dizer, seguramente, que esse é o caso do Brasil). Nesse sentido, o próprio CEO1 da Maçã, Tim Cook, afirmou que os iPhones poderão ficar mais baratos em alguns países.

HomePod

Outro mercado cheio de altos e baixos é o de alto-falantes inteligentes; nele, contudo, a Apple ainda não conseguiu se posicionar entre as maiores fabricantes — pelo menos em número de vendas — com o seu HomePod. De acordo com os dados da Strategy Analytics, no último trimestre de 2018 a Maçã vendeu cerca de 1,6 milhão de unidades do dispositivo, o que representa um crescimento de 45% em relação ao trimestre anterior.

Strategy Analytics: vendas de smart speakers Q4/2018

Apesar disso, a firma disse que a participação da Apple no mercado mundial de smart speakers foi de apenas 4,1% durante o quarto trimestre. Ainda assim, os números valem ser comemorados, já que a tendência era ver as vendas caindo com o tempo — mas a Maçã conseguiu manter sua expressividade ao longo de todo o ano.

Como era de se esperar, o Amazon Echo e o Google Home lideraram o mercado com aproximadamente 13,7 e 11,5 milhões de unidades vendidas, respectivamente. Juntas, as duas companhias somaram 65,5% de participação no mercado.

Assim como no caso do iPhone, a firma atribuiu o baixo volume de vendas do HomePod ao valor do gadget; em muitos casos, os dispositivos das outras fabricantes custam um terço do alto-falante da Maçã (US$350) — ainda que algumas revendedoras ofereçam cortes no preço dele grandes, que podem chegar a US$100.

via TechCrunch, MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes