Comportamento intrusivo da Apple estaria causando problemas na área de séries originais

Muito já se falou sobre a empreitada da Apple no terreno dos filmes e séries originais — que, ao que tudo indica, será oficialmente revelada já no fim deste mês. Se, por um lado, o poderio econômico da Maçã significa que ela está conseguindo montar um catálogo extenso e cheio de nomes importantes de Hollywood muito rapidamente, por outro, sua inexperiência na área e insistência em manter uma imagem “limpa” podem estar colocando um pé no freio da iniciativa como um todo.

Já mencionamos, há algum tempo, a política da Apple de proibir conteúdo explícito em seu serviço — que pode (ou não) ter sido abrandada posteriormente. Recentemente, o New York Post publicou uma reportagem reiterando esse posicionamento e acrescentando que o comportamento intrusivo da Maçã também está causando problemas na área.

Produtores de Hollywood envolvidos com a Apple, que falaram sob a condição de anonimato, afirmaram que a empresa é “difícil de se trabalhar”, queixando-se de falta de transparência e clareza por parte dos executivos da Maçã.

Aparentemente, o próprio Tim Cook tem sido uma fonte de problemas: o CEO já apareceu nos sets de filmagem de algumas das vindouras séries originais da empresa, como a ficção científica “See” e o drama ainda sem nome com Reese Witherspoon e Jennifer Aniston, para dar palpites e acompanhar a produção. Uma das frases mais repetidas pelo executivo, segundo as fontes, é “não seja tão mau” — em referência à política da Apple de manter suas séries e filmes livres de conteúdos explícitos ou “sujos”.

Segundo a reportagem, atores, roteiristas e diretores estão incomodados com o envolvimento dos executivos da Apple na própria criação e produção das obras. Em Hollywood, no geral, as coisas funcionam de outra forma: os criadores costumam ter liberdade para desenvolver seus trabalhos, até que os produtores chegam, com o projeto já em fase de pós-produção, e cortam os pontos indesejados ou comercialmente inviáveis. A Apple está se envolvendo em um ponto muito anterior do processo, o que causa atritos com os profissionais criativos de Los Angeles.

Outro ponto levantado pela reportagem dá conta de uma certa falta de clareza por parte da Maçã. Um dos produtores ouvidos declarou que a empresa “faz grandes mudanças” a todo momento, demitindo e contratando roteiristas. “Não existe clareza no que eles querem e muitos dos produtos não são tão bons quanto eles gostariam”, completa a fonte.

Por conta dessa necessidade de controle e falta de, muitas séries originais estão com o cronograma atrasado. O New York Post afirmou que, embora o anúncio da plataforma possa ser realizado já no fim deste mês, o serviço em si deverá estrear somente no verão ou no outono do hemisfério norte — com poucas séries disponíveis no momento inicial.

As informações do jornal não devem ser tomadas como verdade absoluta, considerando a reputação não totalmente sólida do veículo. Ainda assim, é um problema que a Apple terá de lidar se quiser virar uma jogadora importante no segmento que está prestes a entrar.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes