Messenger poderá voltar para dentro do app do Facebook em breve [atualizado]

Há algumas semanas, o Facebook anunciou seu plano de iniciar uma unificação das suas três plataformas de mensagem: o Messenger, o WhatsApp e o Direct, do Instagram. Isso não significaria, necessariamente, que os três serviços virariam um aplicativo só; a ideia seria rodar o backend do trio em um lugar só para que você pudesse transitar entre eles sem dificuldade, respondendo uma mensagem do Messenger diretamente pelo WhatsApp, por exemplo.

Não há ainda como saber se a notícia de hoje tem algo a ver com esse plano, mas o fato é que, ao que tudo indica, o Messenger está voltando para dentro do app principal do Facebook — de onde fez as malas e partiu já há muito tempo.

A pesquisadora Jane Manchun Wong, que fez seu nome explorando o código dos aplicativos do Facebook e descobrindo segredos da empresa, publicou hoje no Twitter uma prévia disso. Nos achados de Wong, o aplicativo principal da rede receberia de volta um ícone do Messenger no seu canto superior direito, dando acesso imediato às mensagens sem a necessidade de sair daquele ambiente.

O Facebook está trazendo os chats de volta ao app principal para se preparar para os mensageiros integrados.

De acordo com a pesquisadora, entretanto, essa implementação inicial é bem rudimentar: você pode usar o app do Facebook somente para ler e enviar mensagens, mas ainda precisaria do Messenger para enviar mídias, reagir a mensagens ou mandar áudios, por exemplo. Isso pode mudar até as fases finais do projeto, entretanto.

As screenshots publicadas por Wong mostram também o provável redesign do app do Facebook — que, assim como o Messenger, está para ganhar um banho de loja e abandonar quase completamente o azul que caracterizou a rede desde a sua origem, substituindo-o pela neutralidade do branco.

Por ora, essa nova seção de chats parece conter somente funcionalidades básicas de conversa. Para reagir a mensagens, fazer chamadas, mandar fotos, etc., você ainda terá de abrir o app do Messenger.

A mudança faz sentido: se o Facebook quer unificar seus serviços de mensagens instantâneas para transformá-los num império global, nada mais intuitivo do que colocá-lo à disposição dos usuários em todos os ambientes e aplicativos possíveis.

Leia também

De qualquer forma, as mudanças ainda deverão demorar um pouco a chegar — Mark Zuckerberg afirmou que a unificação não acontecerá em 2019, e as descobertas de Wong são de uma versão bem prévia do aplicativo. Ou seja, podemos esperar sentados.


Ícone do app Facebook

Facebook

de Facebook, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 217.0 (458 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Messenger

Messenger

de Facebook, Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 211.0 (247.2 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

via The Verge

Atualização, por Eduardo Marques 12/04/2019 às 19:35

Um porta-voz do Facebook deu a seguinte declaração ao iPhone in Canada:

Estamos testando maneiras de melhorar a experiência de mensagens para pessoas dentro do aplicativo do Facebook. O Messenger continua sendo um aplicativo de mensagens autônomo e repleto de recursos, com mais de 1 bilhão de pessoas usando-o mensalmente para se conectar com as pessoas e empresas de que elas mais gostam. Não temos mais detalhes para compartilhar no momento.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes