Data center da Apple em Mesa (Arizona, EUA)

Gastos da Apple com a Amazon estariam diminuindo, não aumentando

No início da semana, comentamos aqui uma notícia da CNBC de que a Apple tinha repassado a uma das suas concorrentes, a Amazon, mais de US$30 milhões por mês ao longo de 2018 por conta da sua infraestrutura de nuvem — e que, mesmo com os investimentos da Maçã em data centers próprios, esse valor tinha uma tendência a subir nos próximos anos. Hoje, outro veículo veio contestar essa previsão.

De acordo com o The Information1, a informação de que a Apple gastou cerca de US$370 milhões com a Amazon — mais precisamente, com o Amazon Web Services (AWS) — é correta. Imprecisa seria a asserção de que o valor sobe a cada ano: de acordo com o site, em 2017 o pagamento da Maçã à varejista ficou na casa dos US$775 milhões; o gasto no ano passado, portanto, teria sofrido uma queda de mais de 50% e deverá retrair ainda mais nos próximos anos.

A reportagem vai além, afirmando que a Apple tem todo o interesse de cortar a dependência de outras empresas o mais rápido possível para assuntos relacionados a data centers, servidores e nuvem. Existe, inclusive, um projeto interno batizado de “McQueen” focado exatamente neste objetivo: fazer com que seus serviços (como a App Store, o iCloud, o Apple Music e o Apple Pay) sejam mantidos totalmente pelos data centers da própria empresa, sem dependência da estrutura de parceiras como Amazon e Google.

Leia também

Os investimentos divulgados pela Apple no segmento são, certamente, um indicativo de que o projeto está seguindo. Resta saber quando (e se) a empresa conseguirá chegar a um ponto em que poderá se dar ao luxo de rodar seu serviços para mais de 1 bilhão de clientes apenas na sua estrutura própria.

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes