Apple considerou comprar divisão de modems 5G para smartphones da Intel

A Apple e a Qualcomm podem ter feito as pazes, mas isso não significa que os desdobramentos de toda a história entre as duas empresas (e os coadjuvantes da novela) acabaram. Ontem mesmo, comentamos aqui que a desistência da Intel no desenvolvimento de modems 5G tinha sido consequência — e não causa, como imaginamos — do acordo entre as duas gigantes. Agora, surgiu mais uma informação sobre essa parte da trama.

O Wall Street Journal afirmou hoje1 que, antes de se acertar com a Qualcomm, a Apple considerou comprar a divisão da Intel responsável pelo desenvolvimento de modems 5G. As duas empresas mantiveram conversas nesse sentido em meados do ano passado e continuavam com planos preliminares para fechar negócio — até que, com o acordo da Maçã com a Qualcomm, a ideia foi abandonada.

O negócio certamente faria sentido: a Apple, como bem se sabe, está (ou estava) interessada em desenvolver modems 5G próprios para equipar iPhones num futuro não muito distante. Com a aquisição dessa parte específica da Intel, a Maçã poderia unir os anos de pesquisa da gigante com sua própria expertise (e poderio financeiro) num projeto deveras ambicioso — que, agora, aparentemente não se faz mais necessário.

Como notamos ontem, isso não significa que a Intel tenha abandonado os planos de ganhar dinheiro com a tecnologia 5G: a empresa ainda está desenvolvendo soluções para outros tipos de dispositivos, além de produtos de rede e infraestrutura, e poderá tentar vender sua tecnologia para outra empresa — que pode ou não ser a Apple.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes