OnePlus 7 Pro chega com câmera retrátil, tela de 90Hz e preço (relativamente) baixo

De todas as empresas fabricando smartphones atualmente, a chinesa OnePlus é a única que pode ser considerada aquela que descobriu a fórmula para um flagship-killer — isto é, um aparelho com condições de competir (quase) de igual para igual com criações de gigantes da indústria por um preço significativamente menor. O OnePlus 7 Pro, anunciado hoje, é a mais nova visão desse sonho.

É bem verdade que o novo smartphone sobe um pouco a escada dos preços para tentar se equiparar: por US$670 (ou mais, dependendo da configuração) em versão desbloqueada, o 7 Pro é o aparelho mais caro já lançado pela OnePlus. A empresa, entretanto, acredita que pode convencer os descrentes — e atrair usuários de iPhone e de Galaxy que não estão mais a fim de gastar US$1.000 ou mais num aparelho.

A fórmula é atraente: o OnePlus 7 Pro conta com uma tela OLED1 gigante, de 6,67 polegadas, sem nenhum recorte, buraco ou interrupção — a não ser pelo discretíssimo queixo na parte inferior, a frente do smartphone é literalmente só tela. E aparentemente estamos falando de uma ótima tela, com 516 pixels por polegada e uma taxa de atualização de 90Hz — superior aos tradicionais 60Hz e no caminho para se equiparar às belíssimas telas de 120Hz dos iPads Pro, com suas animações incrivelmente fluidas. A tela abriga ainda o sensor óptico de digitais, embutido no painel.

Para obter a tela realmente infinita, a OnePlus seguiu o caminho da Vivo (a fabricante, não a operadora) e colocou a câmera frontal do aparelho num compartimento motorizado, que se abre em menos de um segundo e, segundo a fabricante, é certificado para resistir a mais de 300.000 processos de abrir e fechar. A câmera retrátil também é inteligente: ao detectar uma queda, por exemplo, ela se fecha automaticamente para evitar estragos maiores.

OnePlus 7 Pro

Na traseira, são três câmeras: a principal tem 48 megapixels, enquanto as secundárias são uma teleobjetiva de 78mm e outra ultra-grande-angular, com ângulo de visão de 117º. De resto, a parte de trás é coberta com um vidro Gorilla Glass 5 (semelhante à frente) com um tratamento especial, meio fosco, que reflete a luz em diferentes cores dependendo do ângulo.

Por dentro, temos o processador Qualcomm Snapdragon 855 com 6GB, 8GB ou 12GB de RAM2, além de 128GB ou 256GB de armazenamento; a bateria tem apetitosos 4.000mAh. A tecnologia proprietária de carregamento da OnePlus garante 50% de recarga em apenas 20 minutos na tomada — contanto que você use o carregador e o cabo fornecidos pela empresa na caixa, entretanto. A comunicação física com o mundo exterior é feita por uma porta USB-C, e infelizmente não temos aqui saída para fones de ouvido.

Em dois aspectos, os donos do OnePlus 7 Pro terão de abrir mão de luxos de outros carros-chefes: o aparelho não conta com suporte a carregamento sem fio e não traz certificado de resistência à água — a fabricante até fez uma ação de marketing jogando o smartphone num balde e afirmando que esses certificados só custam dinheiro, mas, bom, talvez não seja uma boa ideia brincar com a sorte considerando que a garantia da empresa (como a da Apple) não cobre danos causados por líquidos.

Classificações à prova d’água para telefones custam caro para você. Acabamos comprando apenas um balde. #OnePlus7Series http://onepl.us/launch_2019tw

O OnePlus 7 Pro chegará aos EUA já nesta sexta-feira (17/5), em versões azul e cinza, e estará disponível para venda no site da fabricante e junto à operadora T-Mobile. Os preços variam entre US$670 (6GB/128GB) e US$750 (12GB/256GB). Um modelo com suporte à tecnologia 5G será vendido em mercados selecionados a partir do dia 21 próximo.

OnePlus 7 e fones de ouvido

OnePlus 7

Vale prestar atenção, também, no OnePlus 7 “comum” (acima), que tem tela de 6,16 polegadas com um pequeno recorte em formato de gota (nada de câmera retrátil), apenas duas câmeras traseiras e bateria ligeiramente menor; ele tem o mesmo processador, o mesmo leitor de digitais embutido na tela e mesmas opções de RAM/armazenamento.

O aparelho, entretanto, não estará disponível nos EUA — ele chegará à Europa em junho por €560 ou €610, dependendo da versão.

OnePlus Bullet Wireless 2

Por fim, a OnePlus anunciou ainda os fones de ouvido Bullets Wireless 2. Eles têm o mesmo design dos seus antecessores, com um fio unindo as duas pontas, e trazem boa qualidade sonora com bateria de sobra (14 horas de reprodução) por US$100 — disponíveis também já nesta sexta-feira (17/5).

via TechCrunch

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes