Imagem de destaque

WWDC19: novo Mac Pro foi construído para (muita) expansão; Pro Display XDR tem 32″ com resolução Retina 6K

O “ralador de queijo” voltou, pessoal! 🧀

Novo Mac Pro com aspecto de ralador de queijo

Com um leve toque de nostalgia, a Apple trouxe de volta o Mac Pro para a sua linha de produtos. Não seria surpresa que o desejo dos seus ávidos clientes por maior expansão pediria um formato de torre, sendo justamente o que a Apple está entregando, porém com uma roupagem mais, digamos, 2019.

GIF animado da abertura do novo Mac Pro

A carcaça conta com uma estrutura de alumínio e aço inoxidável fácil de mexer para lá e para cá; ela também maximiza o fluxo de ar, e conta com rodinhas (sim, rodinhas) inferiores opcionais.

Há um novo processador Intel Xeon de até 28 núcleos lá dentro, com até 300W de potência — e uma conta de energia que ocupa boa parte do volume interno do produto, para dar conta.

Novo Mac Pro visto de cima

A Apple está usando memórias ECC de 2.933GHz, seis canais com 12(!) slots DIMMs chegando a até 1,5TB de memória. Na parte gráfica, a Apple mantém firme sua parceria com a AMD, com os chipsets Radeon Pro 580X e Radeon Pro Vega II (com até 64GB de memória HBM2); elas poderão ser conectadas entre si via Infinity Fabric Link.

Felizmente, a Apple trouxe de volta suporte a expansão PCIe com nada mais nada menos que oito(!) slots, quatro deles double-wide, três single-wide e um com duas portas Thunderbolt 3, duas USB-A e uma de áudio 3,5mm.

Novo Mac Pro por dentro

Temos também uma nova placa aceleradora chamada Apple Afterburner, para acelerar o trabalho na edição de vídeos. Ela é capaz de processar 6 bilhões de pixels por segundo, ótimo para quem trabalha com codecs ProRes ou ProRes RAW. Ele suporta até 3 streams simultâneos em resolução 8K, ou até 12 streams em 4K.

O novo Mac Pro conta ainda com duas portas 10-Gigabit Ethernet, Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 5.0.

Como era de se esperar, vários clientes grandes da Apple no mercado profissional estão por trás do projeto do novo Mac Pro. Adobe, Autodesk, Serif e Blackmagic terão softwares otimizados para o produto, além de engines gráficas para jogos e animações (da SideFX, RED, Unreal, Unity, Avid, Pixar e outras).

A impressão inicial sobre os apps profissionais “caseiros” da Maçã (Final Cut Pro e Logic Pro) é bem boa.

Pro Display XDR

Apple Pro Display XDR numa de trabalho profissional

Para acompanhar o Mac Pro, a Apple também desenvolveu um novo monitor, o Pro Display XDR (Extreme Dynamic Range). Até seis deles podem ser conectados no novo bichano, com duas opções anti-reflexo, inclusive uma totalmente fosca (mais cara), chamada Nano-Texture.

O novo monitor possui tamanho de tela único (32 polegadas) e traz uma série de recursos pensados para o mercado profissional: taxa de contraste de 1.000.000:1, brilho regular a 1.000 nits (com picos de 1.600 nits), ampla gama de cores P3 em 10 bits, resolução Retina 6K (6016×3384 pixels, somando mais de 20 milhões!) e suporte a diversas opções de montagem e rotação. Ele será conectado via interface Thunderbolt 3.

Obviamente, todo esse poder virá acompanhado de um preço salgado — afinal de contas, não é um computador para navegação web diária. O novo Mac Pro começará em US$6 mil. Já o Pro Display XDR custará a partir de US$5 mil; a versão Nano-Texture vai a US$6 mil, com o stand (sim) custando US$1 mil e o suporte VESA, US$200.

GIF animado do Apple Pro Display XDR rotacionando 90º

Os novos produtos chegarão ao mercado no outono americano, ou seja, entre setembro e dezembro.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes