Agora você pode acessar sua conta do Google no iOS usando um smartphone Android

Com as contas do Google atuando cada vez mais como detentoras de todos os tipos de informação sobre as nossas vidas, torna-se cada vez mais necessário, também, protegê-las de todas as formas possíveis. A gigante de Mountain View permite que você use o método de autenticação de dois fatores com chaves físicas e, mais facilmente, com smartphones Android; essa segunda opção, entretanto, só estava disponível até agora no macOS, no Windows e no Chrome. Agora, ela está chegando ao iOS.

Logando em serviços do Google no iOS com um smartphone Android como chave de segurança

O Google desenvolveu um novo protocolo, baseado na tecnologia Bluetooth e dentro do padrão FIDO21, que cria uma rede de comunicação entre o smartphone Android e o iPhone/iPad. Com isso, ao tentar fazer login na sua conta do Google num dispositivo iOS, o processo só será finalizado caso você autentique essa tentativa no smartphone Android.

Esse método de login é mais seguro por uma série de motivos: primeiro, porque invasores precisam necessariamente estar com a posse do seu smartphone Android para acessar sua conta (e você pode desautorizar um aparelho imediatamente caso ele seja perdido ou roubado). Além disso, como apenas sites e serviços verificados podem usar o recurso Smart Key, você não corre o risco de dar suas credenciais de login a uma página maliciosa ou infectada.

Para usar o recurso, você precisa ter um smartphone rodando o Android 7.0 Nougat (ou superior) já conectado à sua conta do Google. Em seguida, é necessário acessar a página de verificação em duas etapas do Google e adicionar o smartphone como chave de segurança válida. Por fim, basta baixar o app Google Smart Lock no seu dispositivo iOS e fazer login com sua conta do Google, autenticando a operação no smartphone Android. Mais informações sobre o processo podem ser lidas aqui.

Sign in with Apple

Ainda no assunto de logins e autenticações, vale comentar essa entrevista do diretor de gerenciamento de produtos do Google, Mark Risher, ao The Verge — ou, mais especificamente, a parte em que ele comenta o novo recurso “Sign in with Apple” para dispositivos iOS.

Sign in with Apple no iOS 13

O executivo começou respondendo às acusações da Apple de que o botão de login oferecido pelo Google era inseguro e compartilhava informações não-desejadas pelo usuário com terceiros:

Eu assumo a culpa pelo fato de que nós nunca articulamos bem o que acontece quando você aperta aquele botão do “Entrar com sua conta do Google”. Muita gente não entende, e alguns competidores levaram isso pro lado errado. Talvez você clique naquele botão e ele notifica todos os seus amigos que você fez login num site muito constrangedor. Então o fato de ter alguém [a Apple] revigorando esse campo e explicando o que isso significa e o que acontece é benéfico, mas tivemos muitas insinuações em volta desse lançamento sugerindo que só uma das opções é segura e todas as outras são corruptas, o que eu obviamente não gosto.

Ele também explicou como a ferramenta do Google funciona e aproveitou para dar uma leve cutucada no funcionamento do “Sign in with Apple”, sugerindo que ele é mais invasivo do que o dito pela Maçã:

Nós registramos apenas o momento da autenticação. [O processo] não é usado para nenhum tipo de rastreamento. Não é usado pra nenhum tipo de publicidade. Não é distribuído em nenhum lugar. E ele existe em parte para o controle do usuário, para que ele possa voltar e ver o que aconteceu. Nós temos uma página, parte do nosso checkup de segurança, que diz: “Aqui estão todos os apps conectados, você pode desconectá-los agora.” Esse novo produto [o “Sign in with Apple”], eu não sei como ele é construído, mas parece que ele registrará o momento do login e também todos os emails que aquele serviço mandar, o que soa muito mais invasivo. Mas vamos ver os detalhes disso.

Risher reiterou, em seguida, que a tecnologia da Apple é benéfica para a internet e deixará as pessoas “muito, muito mais seguras”:

Mesmo que os usuários estejam clicando no botão dos nossos concorrentes ao logar em sites, isso ainda é muito melhor do que digitar um nome de usuário e senha, ou, mais comumente, um nome de usuário e uma senha reciclados.

Faz sentido, não?

via TechCrunch

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes