Lojas da Apple na América Latina: primeiro México, depois Brasil

Tinha visto anteontem um post no blog do Bernardo sobre possíveis lojas da Apple na América Latina e só hoje tive tempo para ver uma dica de matéria enviada para nós pelo Bruno Casarini e agora entendo o que está ocorrendo. Até tinha comentado por lá que ainda não existem lojas da Apple no México mas a grande questão é que a Apple está iniciando a implementação de pontos-de-venda – batizados de Apple Stores – na América Latina.

“Começamos pelo México, mas o caminho mais natural é que o Brasil seja o próximo território a testar esse conceito”, afirmou José Roberto J. Santos, gerente de vendas da companhia no país. A notícia certamente irá tremer as pernas dos atuais canais de venda na marca no Brasil, que já sofrem com o fechado mercado, mas Santos acredita que o impacto será tão pequeno quanto ele representou pós abertura das Apple Retail Stores nos Estados Unidos e em alguns países da Europa e Ásia:

“Em um primeiro momento, houve um receio dos parceiros, mas depois eles perceberam que as lojas são mais uma forma de disseminar a marca e permitir que os usuários tenham contato com os produtos”, justifica o gerente, lembrando que isso aumenta as vendas para toda a cadeia de distribuição. Por outro lado, ele reforça que para garantir essa concorrência justa, a fabricante mantém uma tabela única de preços sugeridos para todos os seus produtos, independente do ponto-de-venda.

Quando questionado sobre a possibilidade de iniciar a produção de alguns produtos no Brasil, o executivo diz que não existe qualquer iniciativa, mas admite: “não tem como negar que essa poderia ser uma saída, especialmente, se lembrarmos que o novo gerente-geral para América Latina usou essa estratégia de fabricação regional, quando ele estava à frente da Palm”.

Posts relacionados

Comentários