Conheça as opções existentes para quem quer rodar Windows no Mac

Até hoje eu não consigo me acostumar com isso:

Publicidade

Windows via Parallels

Pois é, pessoal. Com a migração de toda a linha de computadores da Apple para processadores Intel, algumas novas opções de virtualização de sistemas operacionais começaram a aparecer para o Mac OS X, possibilitando o trabalho com múltiplos OS’s simultaneamente sem perda considerável de performance, vez que eles não são mais emulados, o que ocorria anteriormente com o Virtual PC.

Confira o que existe hoje:

Publicidade

Parallels Desktop
É a solução que eu uso — a da screen-shot acima. É um produto já bem completo (em sua versão 3.0) e foi o que chegou primeiro nessa nova leva de softwares de virtualização para o Mac OS X. Oferece bastante recursos de customização e configuração, além de um alto nível de integração com o sistema hospedeiro, tal como compartilhamento de aplicativos e pastas, drag&drop, suporte ao Exposé, minimização de janelas para o Dock, drop shadows e muito mais. O legal é que ele roda jogos de PC no Mac com suporte 3D, inclusive. Não poderíamos deixar de comentar sobre seu gerenciador de Snapshots: com ele é possível salvar estados da máquina virtual — quantos quiser — e reverter para eles a qualquer momento. Custa US$80.

VMWare Fusion
O Fusion chegou um pouco depois do Parallels e seu principal diferencial em relação ao primeiro é performance. Diversos testes já mostraram que o Fusion se sai melhor na grande maioria das tarefas. Apesar de oferecer também diversos recursos de integração visual com o Mac OS X e até mesmo um semelhante gerenciador de Snapshots, ele ainda é mais pobre em recursos e opções de configuração. Uma coisa bem legal vai para usuários do Boot Camp (veja adiante): caso você já utilize a solução da Apple, o Fusion pode usar a mesma partição do Windows e rodá-lo virtualizado dentro do Mac OS X. Custa US$60.

Publicidade

CodeWeavers CrossOver
A proposta do CrossOver é um pouco diferente dos dois anteriores, vez que neste caso o Windows não é instalado como uma máquina virtual. Ambos Parallels Desktop e VMWare Fusion são softwares que permitem a criação de máquinas virtuais; depois de instalados, é necessário um CD de instalação do Windows, por exemplo, para que a solução fique completa. Neste caso, a execução de aplicativos do Windows é feita de forma direta. Por isso, nem todo programa é suportado; a lista de compatibilidade está disponível no site do produto. Custa US$60.

Apple Boot Camp
Ainda em fase beta, o Boot Camp fará parte da próxima geração do sistema operacional da Apple, o Mac OS X 10.5 Leopard. Diferente das soluções anteriores, este permite que o Windows seja instalado em paralelo (heh) ao Mac OS X, mas eles não rodam simultaneamente. Ao iniciar o seu Mac, você escolhe se quer rodar o Mac OS X ou o Windows XP, por exemplo. O Boot Camp é gratuito e oferece um assistente para criação de uma partição para o novo sistema no HD (sem necessidade de formatá-lo) e vem em um pacote com todos os drivers necessários para que tudo funcione corretamente no ambiente Windows — placa gráfica, mouse, teclado, iSight, rede… até mesmo controle de volume e brilho do monitor! De todos, evidentemente, é o que oferece melhor performance.

E aí? Você já se decidiu ou é um felizardo que nem sequer precisa de outro sistema que não o Mac OS X?

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…