Apple Stores exercem “atração gravitacional” sobre consumidores de Shopping Centers

Apple ThanksgivingAnalistas do banco de investimentos Piper Jaffray passaram o último final de semana monitorando o comportamento dos clientes que se aproximavam das Apple Stores localizadas dentro de shopping centers, nos Estados Unidos da América.

Publicidade

Concluíram que tais lojas exercem um certo poder gravitacional sobre quem chega menos de 8 metros de sua entrada. A pesquisa concentrou-se em lojas localizadas nos shopping centers do meio-oeste e da costa leste dos EUA.

Segundo Gene Munster — coordenador da pesquisa — 27% das pessoas atraídas no raio de influência considerado no estudo efetivamente entraram na loja. Nem todas, porém, efetivamente compraram alguma coisa, mas isso demonstra, ainda segundo o analista, que as intenções de compra futura deste público considera seriamente a troca de seus PC’s por computadores baseados na plataforma de empresa de Cupertino, projetando, assim, um excelente cenário para a Apple nos anos de 2008 e 2009.

Os resultados quantitativos da pesquisa são interessantes. Considerando-se tanto a black friday, tradicional data de liquidações e compras para os americanos, quanto os dias normais, 352 pessoas entraram — por hora — nestas lojas da Apple. A análise das compras efetuadas obteve o seguinte resultado: foram vendidos, em média, 4,8 computadores (desktops/notebooks); 1,2 iPhone e 13 iPods. Eis o gráfico:

Publicidade

26-saleschart.jpg

Analisando-se as vendas do iPod, isoladamente, os resultados são o seguinte:

Publicidade

26-ipodsaleschart1.jpg

Não me surpreende, de modo algum esta supremacia do iPod nano se comparado aos outros modelos. A qualidade da tela do bichinho é absolutamente surpreendente e Cover Flow é fantástico. Estou com o meu desde o final de outubro e nem sei como pude ficar tanto tempo sem um.

Por fim, gostaria que houvesse uma pesquisa dessas nos revendedores — incluídos os novos espaços da Apple nos supermercados Extra — aqui no Brasil. Será que chegaríamos perto destes números? O que acontecerá, então, quando a primeira Apple Store de verdade abrir suas portas por aqui (ela chegará mais cedo ou mais tarde, meus caros, eu tenho certeza…)? O que pensam vocês, caros leitores?

[Fonte: AppleInsider.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…