Ainda o “custo Brasil”

Internauta brasileiro paga 1.600% a mais por acesso à Web do que europeus e americanos

[…] Um cidadão de Manaus paga cerca de 1.600% a mais pelo uso da Internet do que um morador da Europa ou dos Estados Unidos. Tal distorção é causada, entre outros fatores, pela hegemonia dos norte-americanos na administração dos domínios (propriedade dos endereços dos sites), concluiu nesta terça-feira (27/11) um painel da 6ª Oficina para a Inclusão Digital, que ocorre em Salvador até quinta-feira (29/11). […]

E por quê pagamos tão caro? Para mim, as causas são mais profundas do que as concluídas no artigo acima: há, no Brasil, um misto de ganância excessiva do cartel formado pelas operadoras de telecomunicações e serviços de banda larga; uma crônica falta de investimentos em infra-estrutura e a inércia da ANATEL, a quem caberia regular este mercado porém, na prática, não faz muita coisa.

Parte da culpa também cabe a nós, usuários. Continuamos a pagar caro por produtos abaixo da crítica: compramos carros ruins; apartamentos ruins; serviços ruins e acesso à Internet caro com velocidades modestíssimas. Se passássemos a exercer, efetivamente, nosso poder de escolha — e de compra — as coisas começariam a mudar. Pense nisso.

Posts relacionados

Comentários