Extra, Fnac, a2YOU (Fast Shop)… entenda a confusão de “lojas da Apple” no Brasil

Tudo começou no final de 2007, com o rumor de que o Extra poderia se tornar um novo ponto-de-venda de produtos Apple no Brasil. Logo a especulação se confirmou e, no dia 22 de novembro, inaugurou-se a primeira store-in-store da Apple no Brasil, dentro do supermercado Extra do Itaim, em São Paulo.

Aí, no começo de dezembro, uma desinformada e precipitada administradora do Shopping Iguatemi — também de São Paulo — confirmou a abertura de uma “Apple Store” no estabelecimento. Junto com isso veio a informação de que seriam duas, na verdade: o Shopping Market Place também ganharia uma, após a abertura da unidade do Iguatemi. Menos de 10 dias depois, surgiu a possibilidade da rede Fast Shop ser a responsável pela chegada “oficial” da Apple no Brasil.

Lojas Apple no Brasil

Só agora, em março de 2008, tivemos a confirmação do que se tratava tal especulação sobre Iguatemi e Fast Shop. a2YOU é o nome da nova franquia da rede, especializada em produtos Apple, que será aberta ainda este mês no Shopping Iguatemi. E, sim, haverá outra no Market Place. Ocorre que a a2YOU é simplesmente uma Apple Premium Reseller, nada mais do que uma revendedora premium que, é claro, é considerada pela Apple como “de alta qualidade”. A Fast Shop foi eleita para receber suporte da Apple na venda dos produtos, segundo a assessoria de imprensa da Apple Brasil.

Enquanto isso, ficamos sabendo em janeiro que a Saraiva teria fechado uma parceria com a Apple como o mais novo ponto-de-venda de produtos da maçã no país. A novidade já se concretizou e, apesar de não contar com um espaço tão dedicado como os supermercados Extra, consideremos a Saraiva como mais um ponto de store-in-stores da Apple no Brasil.

Recentemente, porém, a grande novidade foram uns tapumes vistos na Fnac do BarraShopping, no Rio de Janeiro. Inicialmente pensávamos se tratar de mais uma store-in-store, mas a coisa aqui é diferente: trata-se de um Apple Shop, uma versão reduzida de uma real Apple Retail Store. Na verdade, diz-se que diversas das próprias lojas da Apple pelos Estados Unidos, Canadá, Japão, Reino Unido e Itália são Shops, e não Retail Stores. Porém, até o México já conta com lojas desse tipo, e nem por isso elas figuram no site da Apple. Provavelmente, o espaço da Fnac no Rio também não aparecerá por lá.

Depois da abertura do Apple Shop da Fnac no BarraShopping, a empresa pretende inaugurar ainda mais 7 pontos semelhantes no país até o final deste ano. Eles seguirão o mesmo conceito de exposição dos produtos, decoração e tipos de equipamentos utilizados e demonstrados pela Apple no mundo todo. Especula-se, até mesmo, que consultores da Apple vieram diretamente da Cupertino coordenar a montagem desta loja do Rio de Janeiro.

É, pessoal, são novos tempos…

Posts relacionados

Comentários