Grupo de usuários do Flickr dá chilique devido ao suporte a vídeos

“São avessos a mudanças”, diz diretor do Yahoo! Brasil sobre protestos no Flickr

Para o diretor de produtos do Yahoo! Brasil, Fabio Boucinhas, os usuários que agora protestam contra a inclusão de vídeos no Flickr “são avessos a mudanças, mas continuam usando o produto”. Milhares de cadastrados […] têm manifestado descontentamento com o novo serviço. […] Os manifestantes temem que a troca de clipes no site transformaria o Flickr, um respeitado ponto de encontro de fotógrafos independentes, num YouTube piorado. “Deixem que o YouTube tenha vídeos e que o Flickr tenha fotos. Ou então, se o Yahoo quer vídeos, que o faça em uma página separada”, declara uma comunidade antivídeos. Os “puristas” do Flickr também estão levantando uma petição online para tentar derrubar a novidade.

De acordo com a Folha Online, já foram postados mais de 100.000 vídeos no Flickr desde o lançamento do recurso, há cerca de 10 dias. O Yahoo! já deixou claro que sua intenção não é concorrer com o YouTube; talvez por isso, inclusive, haja a limitação de 90 segundos para os vídeos enviados para lá. Na visão deles, vídeos no Flickr nada mais são do que “fotos longas”, ou “fotos com movimento”.

Vídeo no FlickrNão entendo tamanha revolta desses usuários. Não gostou do recurso, não use! Ninguém os obriga a isso, e se o problema for ter que enfrentar vídeos publicados em páginas de outros usuários, basta atentar para o ícone que os identifica como vídeos (veja ao lado). Se eles fossem programados para carregar automaticamente, eu entenderia. Mas esse chilique todo é o mesmo que sair gritando por aí que não vai comprar um carro novo qualquer só porque ele é flex. Ué, ninguém te obriga a colocar álcool!

Para os usuários que não pagam para usar o serviço, a possibilidade do envio de vídeos também está sendo discutida, mas primeiro eles analisarão como que a novidade se comporta entre os usuários “Pro” — os que pagam R$45,90/ano ao Flickr.

Posts relacionados

Comentários