Songbird, um concorrente diferente para o iTunes

songbird1O Songbird me chamou atenção por um simples motivo: ele é um tocador de música que usa a engine de um navegador de internet, o Firefox. Com isso, ele agrega algumas funções do Firefox, o que o deixa com diferenças no mínimo interessantes em relação aos demais jukeboxes.

Library do Songbird. Clique para ampliar.

Library do Songbird: clique para ampliar

Sua interface é bem similar ao iTunes, com cores diferentes das quais eu, particularmente, não gostei. Ele possui os botões play/pause como os do iTunes.

No lado esquerdo, há uma barra lateral com a biblioteca de músicas, a página inicial, downloads, playlists, bookmarks e history. Em cima da janela onde ficam as músicas, há uma barra de navegação no estilo do Firefox, com controles para navegar na internet e realizar buscas personalizadas. É no mínimo inusitado poder acessar seu email a partir de seu tocador de músicas!

Songbird como navegador de internet. Clique para ampliar.

Songbird como navegador de internet: clique para ampliar

O sistema de add-ons é o mesmo do Firefox, e com ele é possível adicionar funcionalidades ausentes no Songbird, como por exemplo, a capacidade de tocar arquivos AAC e Ogg Vorbis, ou então sincronizar-se com iPods. Pelo mesmo sistema de add-ons é possível mudar a cara do Songbird e, assim como seu irmão Firefox, existem vários temas para deixá-lo com uma cara mais familiar — os chamados feathers (“penas”, em inglês).

Add-ons.

Add-ons

Ao entrar em uma página com arquivos de músicas em seu código — uma página com podcasts, por exemplo —, ele abre uma barra na parte inferior com todos os arquivos presentes no site. Se essa página tiver um feed com arquivos de música, é possível assinar o RSS e assim receber os arquivos diretamente no Songbird.

Podcast no Songbird. Clique para ampliar.

Podcast no Songbird: clique para ampliar

A biblioteca de músicas é bem similar ao iTunes, por isso não há muito o que falar. Uma coisa interessante é a busca de letras das músicas a partir do menu contextual, que ele realiza tanto no Google quanto no Yahoo!.

Busca de letras no menu contextual

Busca de letras no menu contextual

Seu desempenho ainda é um ponto fraco, mas melhorou muito desde a primeira vez que eu o testei (versão 0.1a). Creio que, até chegar na versão 1.0, isso não será mais um problema. Outra coisa de que eu não gostei, além das cores de sua interface, foi a falta de um equalizador e de smart playlists.

O Songbird pode ser baixado aqui. Lembre-se de que ainda é uma versão beta e, por isso, contém vários bugs.

Posts relacionados

Comentários