Sobre o evento de inauguração do escritório Brasil do W3C, em São Paulo

Compareci hoje ao evento de inauguração do escritório Brasil do W3C (World Wide Web Consortium), que tem como objetivo disseminar a adoção de padrões para a web no mundo todo e elevá-los ao seu potencial máximo. As palestras foram realizadas durante o 14º Congresso de Inovação de Gestão Pública (CONIP), no Centro Fecomercio de Eventos.

Publicidade

Com a abertura do escritório, o W3C finalmente consolida suas atividades no país, que foram iniciadas em novembro do ano passado. Atualmente, a entidade desenvolve tecnologias interoperáveis (especificações, manuais, software e ferramentas) para padronizar o desenvolvimento para a web e conta com mais de 400 organizações filiadas no mundo todo, entre elas empresas da área da internet, tecnologia, segurança e também universidades.

Inauguração do W3C Brasil em São Paulo (2/7)

O evento começou cerca de meia-hora atrasado, às 11h30, com uma apresentação realizada por Vagner Diniz, gerente do W3C Escritório Brasil. Logo depois, ele veiculou uma vídeo-mensagem de Tim Berners Lee, criador da web e diretor do W3C. O engraçado é que poucos se importaram do áudio completamente desincronizado da imagem, por estarem utilizado fones de ouvido com tradução simultânea — algo bem legal da organização do evento, diga-se de passagem.

Inauguração do W3C Brasil em São Paulo (5/7)

Publicidade

Jose Manoel Alonso, líder da atividade eGoverno da W3C/CTIC, falou sobre “O uso adequado da Web para se chegar ao Governo Eletrônico 2.0”, talvez o assunto de maior enfoque nas rápidas palestras realizadas hoje. Achei interessante sua abordagem ao afirmar que, mesmo com intensos esforços, muitos desenvolvedores se assustam com as cerca de 90 padronizações já hoje implementadas pelo W3C, e muitas vezes os perguntam: “Temos que seguir todas?” Não enxergam, é óbvio, os benefícios que isso pode lhes trazer, a curto, médio e longo prazo.

Devido ao atraso inicial do evento, o painel “Internet & Web: passado, presente e futuro” acabou sendo um tanto resumido e contou com breves discursos de Daniel Dardailler, diretor de relações internacionais do W3C, Stéphane Boyera, líder da atividade web móvel para o desenvolvimento do W3C Mobile Web Initiative, e Demi Getschko, diretor-presidente do NIC.br e conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil — este último, provavelmente, o que melhor se expressou dos três: valeu a ida ao evento só para ouvir o que ele tinha para falar.

Publicidade

Inauguração do W3C Brasil em São Paulo (6/7)

Independente da superficialidade das palestras, fico muito contente em saber que desde novembro o W3C já conta com um escritório em terras tupiniquins e apoio fortemente quaisquer iniciativas em prol do seguimento e conformidade dos seus padrões estabelecidos para a web. Que, um dia, possamos desenvolver serviços e aplicativos sem termos que nos preocupar em fazer testes e mais testes de compatibilidade com sistemas operacionais e browsers, cada um com um comportamento diferente do outro.

Publicidade

Parabéns, W3C! 😉

Inauguração do W3C Brasil em São Paulo (7/7)

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…