Se Steve Jobs deixar a Apple, quem o sucederá?

Com 52 anos de idade, um raro câncer deixado para trás e apresentações públicas recentes com imagens não muito saudáveis, especulações sobre o futuro da Apple sem Steve Jobs começam a pairar sobre o mercado e, inclusive, afetar o valor das ações da empresa.

A discussão em pauta é o quanto a presença de Jobs seria vital para a companhia. Todos sabemos o quanto ele influenciou a criação do Macintosh, do iPod e do iPhone, e que foi ele — através do lançamento dos iMacs G3 — que reviveu a Apple após sua quase falência em meados da década de 90. Há de se levar em consideração, todavia, o incrível time de profissionais que ele conseguiu reunir em todos esses anos.

Apple Bios

A pessoa com o cargo mais óbvio para substituir Jobs seria Tim Cook, atual executivo-chefe de operações (COO) da Apple. Ele conquistou a posição durante a recuperação do câncer enfrentado por Jobs em 2004, mas há muitas dúvidas sobre Cook ter ou não os “ingredientes” necessários para que a companhia continue a ter o tipo de liderança proporcionada por Jobs.

Ele próprio já falou sobre o assunto, no começo deste ano: “Temos pessoas incríveis na Apple. Tornei Tim Cook COO da empresa e dei-lhe a responsabilidade pela divisão Mac e ele tem feito um excelente trabalho. Algumas pessoas poderiam dizer, ‘Ai, meu Deus, se Jobs fosse atropelado por um ônibus, a Apple teria sérios problemas.’ Sabe, eu acho que não seria a melhor das coisas, mas temos pessoas muito boas na Apple. Nossa diretoria teria, com certeza, ótimas opções de quem escolher como futuro CEO. Meu trabalho é tornar todo o time executivo bom o suficiente para que possam vir a se tornar sucessores, e é isso que eu tento fazer.”

As possibilidades mais próximas são as seguintes:

  • Jonathan Ive (vice-presidente sênior de design industrial)
  • Daniel Cooperman (conselheiro geral e secretário)
  • Tony Fadell (vice-presidente sênior da divisão iPod)
  • Scott Forstall (vice-presidente sênior de softwares para a plataforma iPhone)
  • Ron Johnson (vice-presidente sênior de lojas de varejo)
  • Bob Mansfield (vice-presidente sênior de engenharia de hardware de Macs)
  • Peter Oppenheimer (executivo-chefe de finanças, CFO)
  • Phil Schiller (chefe mundial de marketing de produtos)
  • Bertrand Serlet (vice-presidente sênior de engenharia de softwares)
  • Sina Tamaddon (vice-presidente sênior de aplicativos)

É difícil dizer qual desses seria o sucessor mais provável, mas dois nomes se destacam por realizações recentes e revolucionárias dentro da Apple. Tony Fadell é o visionário por trás do iPod, projeto o qual, evidentemente, contou com suporte direto de Jobs e Ive. Scott Forstall, por sua vez, conquistou seu cargo recentemente e possui provavelmente uma das posições mais importantes na Apple, cuidando do desenvolvimento de uma plataforma completamente inovadora.

Jim Cramer, apresentador do programa Mad Money, da rede CNBC, especialista no mercado financeiro, comenta o assunto:

Minha aposta, pela visão, espírito jovem e liderança proeminente, é para Scott Forstall.

[Via: 9to5Mac.]

Posts relacionados

Comentários