Microsoft em busca de uma experiência mais “Apple-like”

O site AllThingsD publicou ainda ontem um memorando enviado por Steve Ballmer a todos os funcionários da Microsoft, revelando uma mudança na estratégia corporativa de sua empresa. Entre os comentários feitos pelo CEO, há algumas citações relacionadas diretamente à Apple:

Apple: na competição entre PCs e Macs, nós batemos a Apple em 30-a-1. Mas não há dúvidas de que a Apple está prosperando. Por quê? Porque eles são bons em proporcionar uma experiência limitada mas completa, enquanto o nosso comprometimento à escolha muitas vezes compromete a experiência final do usuário.

Hoje, estamos mudando a forma como trabalhamos com fabricantes de hardware para garantir que poderemos proporcionar experiências completas sem quaisquer perdas. Faremos o mesmo com telefones, proporcionando escolhas enquanto trabalharamos para criar ótimas experiências.

Ballmer reconhece a forma como a Apple é bem sucedida num modelo end-to-end, proporcionando uma ótima experiência aos seus consumidores, uma vez que fabrica tanto o hardware quanto o software.

A vantagem do modelo “componente” da Microsoft é evidente a partir do momento em que ela conseguiu distribuir seus produtos a milhares de desenvolvedores de hardware concorrentes. A mesma estratégia foi aplicada a telefones celulares e tocadores musicais, mas ela agora reconhece que isso trouxe um forte aspecto negativo para seus consumidores. Parte da mudança proposta por Ballmer já pode ser vista no Xbox 360 e no Zune, onde a Microsoft é responsável por todo o processo de venda e fabricação.

Um dos mercados onde a Microsoft deverá entrar em cheio com sua nova estratégia — ainda que pretenda manter a opção de escolha para seus consumidores — é o de telefones celulares. Fortes rumores apontam para a chegada de um telefone Zune, feito para concorrer diretamente com o iPhone. A aposta é que ele rode uma variante do Windows Mobile 7 e que seja altamente integrado com o Windows Live Services.

Ainda diante disso tudo, Ballmer deixou claro no memorando que a prioridade para a Microsoft, agora, é mudar a percepção do público sobre o Vista. Ele afirmou que o lançamento da versão SP1 do seu sistema operacional e bastante trabalho com fabricantes de PCs resolveram boa parte dos problemas de compatibilidade que afetaram o OS em sua primeira versão.

“Agora é hora de contarmos a nossa história”, disse ele. “Nas próximas semanas, lançaremos uma campanha publicitária para sanar todas as dúvidas dos nossos consumidores sobre o Windows Vista. E, até o final deste ano, vocês verão um esforço ainda maior para redefinir o significado e o valor do Windows para os nossos consumidores”.

[Via: MacRumors.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…