Dica para usuários de iPhones: quando for viajar, desligue o EDGE/3G

Um dos integrantes da equipe MacMagazine recebeu a seguinte conta da Claro no mês passado, referente ao seu consumo de conexão à internet via EDGE pelo iPhone:

Você achou muito? Pois imagine que este custo absurdo refere-se a um uso local de EDGE e de apenas 41MB de dados. Hoje em dia isso não é nada, se você considerar sites pesados como o nosso (cheio de vídeos e imagens), anexos que recebemos toda hora por email, um downloadzinho aqui e ali, programinhas pra iPhone… perde-se o controle muito fácil.

Se você ficou espantado com os R$63,10 acima, saiba que um amigo meu viajou para a Europa há dois meses e quase desmaiou quando a sua conta de telefone chegou. Sim, ele foi com um iPhone e ficou usando o EDGE via roaming internacional. Coincidentemente, usou só um pouco a mais do que o colega aí em cima: 45MB no mês. Custo: cerca de R$3.000,00 — acredite se quiser —, só da parte de dados.

Novas tecnologias e facilidades portáteis são sempre muito bem-vindas, mas é preciso sempre avaliarmos com calma os custos envolvidos nessas brincadeiras. Não é à toa que está rolando essa intensa briga, no Brasil, por qual operadora trará o iPhone para cá e por onde ele chegará primeiro; com tantas funcionalidades e tamanha facilidade de uso, elas sabem que podem ganhar um bom dinheirinho às custas de usuários mal informados.

Portanto, a dica é: quando for viajar, antes de tudo, vá até as configurações do seu iPhone e desligue o EDGE. Afinal de contas, ninguém morrerá porque não tem internet disponível dentro do metrô ou quando estiver tomando um sorvete na esquina. Use e abuse do seu aparelhinho somente quando estiver conectado via Wi-Fi; aí, não tem erro.

Posts relacionados

Comentários