Nada como a concorrência: Oi libera Velox de até 8Mbps em Salvador

Não é por nada não, mas poderiam ter sido um pouco mais discretos: esperamos mais de 3 anos por alguma mudança, mas menos de 3 semanas foram suficientes pra Oi se mexer em relação ao Velox, após a chegada da GVT. A partir de hoje, os soteropolitanos têm acesso a até 8Mbps de velocidade, tal como em diversas outras capitais do país. Nós divulgamos esta possibilidade ainda no início de agosto, aqui no MacMagazine.

Apesar da oferta das velocidades superiores, nada mudou nos preços dos planos já existentes — ela apenas adicionou três novos, de 2, 4 e 8Mbps, com mensalidades de R$159,90, R$214,99 e R$314,90, respectivamente. Só para terem uma idéia, eu assinei um plano SmartMaxx Light da GVT com franquia de ligações em reais e uma conexão de 5Mbps por R$140/mês. A Oi, porém, oferece ligações fixo-fixo ilimitadas.

Na semana passada, tive a oportunidade de testar em caráter experimental a velocidade do Velox de 4Mbps em casa e, tal como esperado, a qualidade do serviço não é boa. Como já comentei anteriormente, o calcanhar de Aquiles da Oi hoje em dia é a sua instalação velha e comprometida por toda a cidade, que lhe impede de cumprir o serviço na velocidade prometida e causa uma baita instabilidade na conexão ADSL.

Nos testes que realizei, o Velox não passou dos 3.400Kbps, enquanto minha conexão GVT de 5Mbps bate, normalmente, 5.700Kbps. O upload do plano da Oi seria de 600Kbps, mas não passou dos 320Kbps; a concorrente, por sua vez, promete 1Mbps e costuma cumprir 970Kbps.

O grande problema, no meu caso, é que faço parte de um plano promocional da Oi chamado Conta Total 4, na qual possuímos 4 linhas móveis com um total de 1.000 minutos + ligações fixo-fixo ilimitadas + Velox de 1Mbps e, portanto, não podemos ser beneficiados por qualquer aumento na oferta de planos do Velox. Estou preso em 1Mbps contratualmente e não me interessa nem um pouco pagar ainda mais à Oi para só agora poder usufruir de uma velocidade maior (ou não).

Em breve, publicarei aqui no MM uma análise completa sobre o serviço prestado pela GVT.

Posts relacionados

Comentários