Depois de nove anos, finalmente a Apple conquista patente do Dock do Mac OS X

Ícone do Desktop na barra lateral do Finder

Depois de quase uma década, a Apple finalmente conseguiu patentear o Dock, recurso mais presente na vida dos usuários do Mac OS X.

O documento de nº 7.434.177 garante à Maçã o registro do Dock e de todos os seus recursos, como a magnificação (ampliação dos ícones presentes nele ao passar o mouse). Além disso, lista Steve Jobs como um dos três inventores.

Desde do primeiro beta do Mac OS X — revelado ao público em 2000 — até o lançamento do Mac OS X 10.5 Leopard — em outubro de 2007 —, o Dock passou por diversas mudanças, sendo que a mais radical para muitos foi na última versão do sistema. Como você provavelmente não deve saber como ele era padrão nas outras versões, a galeria abaixo pode lhe dar uma idéia:

Mac OS X exibido na Macworld Expo 2000
Mac OS X exibido na Macworld Expo 2000
Mac OS X Public Beta
Mac OS X Public Beta
Mac OS X 10.0 Cheetah
Mac OS X 10.0 Cheetah
Mac OS X 10.1 Puma
Mac OS X 10.1 Puma
Mac OS X 10.2 Jaguar
Mac OS X 10.2 Jaguar
Mac OS X 10.3 Panther
Mac OS X 10.3 Panther
Mac OS X 10.4 Tiger
Mac OS X 10.4 Tiger
Mac OS X 10.5 Leopard
Mac OS X 10.5 Leopard

Vale lembrar que a conquista da patente não dá à Apple plenos poderes sobre os princípios por trás da implantação desse tipo de ferramenta, apenas garante direitos sobre o Dock no aspecto que for implantado por ela. Além disso, o futuro de aplicativos que concedem uma ferramenta semelhante ao Dock em outros SOs (como o ObjectDock, para Windows) ainda é incerto.

Posts relacionados

Comentários