Juiz obriga ex-IBM Mark Papermaster a cancelar sua contratação na Apple

Essa vai mais longe do que todos podíamos esperar! O juiz Kenneth Karas do U.S. District de White Plains, em Nova York, determinou ainda ontem à noite que o ex-funcionário da IBM, Mark Papermaster, deve “cancelar imediatamente sua contratação com a Apple Inc. até ordens posteriores desta corte.”

A notícia certamente deve ter caído como uma bomba em Cupertino — e eu duvido que o caso acabe tão cedo. A página sobre o executivo no site da Apple já foi retirada do ar, apesar do press release de anúncio permanecer online.

Papermaster insiste que, nos 25 anos em que trabalhou para a Big Blue, ela nunca competiu diretamente com a Apple. Mas…

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=OYecfV3ubP8[/youtube]

Sim, há controvérsias. A dúvida é o cargo dado a Papermaster pela Apple — esse sim, em nada constitui uma ameaça à IBM. Todavia, com a possibilidade da incorporação de chips ARM em iPods e iPhones fabricados pela recém-adquirida PA Semi, a coisa começa a ficar um pouco mais complicada.

Ao que tudo indica, a IBM está muito magoada com a saída de Papermaster, que negou um aumento salarial bastante significativo em prol de trabalhar ao lado de Steve Jobs. E, não é por nada, não, mas independente do que acontecer daqui em diante, uma coisa é certa: ela está comprometendo bastante a sua imagem em relação à forma como lida com seus empregados e poderá deixar de atrair novos talentos futuramente.

A Apple atendeu à determinação judicial, mas afirma estar certa de que conseguirá em breve oficializar a entrada definitiva de Papermaster em seu time executivo. O juiz Karas marcou uma conferência para o próximo dia 18 (terça-feira), na qual discutirá o caso e provavelmente incentivará ambas partes a resolverem o caso extra-judicialmente.

Posts relacionados

Comentários