LG, Sharp e Chunghwa admitem formação de cartel para definição de preços de LCDs

Essa é pesada: de 2001 a 2006, a LG, Sharp e a Chunghwa Picture Tubes (OEM chinesa) formaram um cartel para manter os preços de telas LCD altos e concordaram num mínimo que garantisse a entrada de uma boa grana para todos os envolvidos. Os componentes são usados em monitores de computadores, notebooks, televisores, telefones celulares e diversos outros eletrônicos.

Publicidade

No período, foram comercializadas unidades tanto para consumidores diretos quanto para outros fabricantes tecnológicos — incluindo Motorola, Dell e Apple, diga-se de passagem. A Maçã, porém, só deve ter sido afetada de setembro de 2005 a dezembro de 2006, quando utilizou LCDs da Sharp em certos modelos de iPods. Apesar de ainda não se saber o quanto isso pode ter lhes prejudicado, as três empresas já foram multadas em um total de US$585 milhões (só a LG abocanhou US$400 milhões).

É bem capaz que todas possam pagar a multa sem problemas, mas a reputação delas com certeza ficará manchada com esta novidade. Diante da revolução OLED que vem aí, outras fabricantes que não se envolveram no caso certamente se beneficiarão de uma maior credibilidade.

Publicidade

Ah: a multa ainda poderá ser alterada se for descoberto que os ganhos das três envolvidas ou as perdas de outras companhias forem maiores do que a multa original. Elas violaram, juntas, o Sherman Antitrust Act, uma lei anti-truste norte-americana.

[Via: Yahoo! Tech.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…