Apple propõe uso de matriz infra-vermelha para facilitar a construção de telas multi-touch maiores

Uma nova patente da Apple discute as vantagens do uso mais amplo de sensores de proximidade para facilitar a implantação da tecnologia multi-touch em dispositivos maiores do que simples iPhones ou iPods touch, o que permitiria o emprego de gestos que não exijam necessariamente algum contato físico com a tela.

Esses sensores seriam compostos de transmissores e receptores de radiação infra-vermelha, que seriam responsáveis por emitir esse comprimento de onda e logo em seguida receber parte dele de volta, caso seja refletido por dedos ou outros objetos.

Os documentos — datados de julho de 2008 — descrevem o uso desses dois dispositivos posicionados na forma de uma matriz em duas dimensões situada atrás do display, como é possível observar na figura acima.

Dessa forma, cada receptor de raios infra-vermelhos se comportaria como um “pixel de aproximação”, indicando a presença de um elemento próximo a ele, ou a distância dele em relação a esse mesmo elemento. O que for captado por múltiplos receptores desse mesmo tipo seria usado para determinar o posicionamento dele sobre a área do display, e consequentemente, a forma como se movimenta sobre ela.

Apesar de esses transmissores e receptores precisarem de um posicionamento na forma de matriz, eles poderiam se situar em camadas diferentes por trás da tela multi-touch. Essa tela poderia utilizar qualquer uma das tecnologias usadas pela Apple atualmente — LCD e LED –, mas nos documentos apresentados ela mesma também cita o uso de telas OLED. Será que elas passarão a ser usadas em Macs num futuro próximo?

[Via: AppleInsider.]

Posts relacionados

Comentários