E o mouse chega à meia-idade

Parece que foi ontem. Há exatos 40 anos, o engenheiro eletrônico Douglas Engelbart e sua equipe apresentaram, numa conferência sobre informática em San Francisco, nos EUA, o protótipo do mouse. Seu funcionamento — que hoje em dia nos parece óbvio ululante — foi assim descrito por seus nobres inventores: “o mouse é um dispositivo que, ao ser movimentado, provoca, por analogia, o deslocamento de um cursor na tela do computador.”

Na década de 1970, o mouse virou uma febre e passou a ser amplamente utilizado. Engelbart, então, patenteou sua invenção e cedeu os direitos ao Instituto de Pesquisa da Universidade de Stanford que, mais tarde, os vendeu à Apple. Para celebrar os 40 anos do lançamento da ferramenta, a Universidade Stanford promove, hoje, uma festa de homenagem a Engelbart e aos 17 pesquisadores que o ajudaram a desenvolver o modelo fundador do mouse.

Veja o primeiro trecho da apresentação realizada por Engelbart em 1968 e repare no modernoso headphone usado por ele:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=X4kp9Ciy1nE&[/youtube]

A série completa está no MouseSite, da Universidade de Stanford. E pensar que sou de uma era pré-mouse. Definitivamente, estou ficando velho!

[Via: BBC NEWS.]

Posts relacionados

Comentários