Ex-Fake Steve Jobs diz que CEO da Apple é “quase insubstituível”

Dan LyonsA mídia não para de falar sobre o assunto. Agora foi a vez de Daniel Lyons (o famoso Fake Steve Jobs) listar a “Elite Global” numa matéria da Newsweek, incluindo o chefe da Apple na 34ª posição e afirmando que ele é “quase insubstituível”.

Junto com Steve Jobs estão Barack Obama na posição de número 1, Warren Buffet vem em 19º e Oprah Winfrey está na 47ª. Lyons não põe em dúvida o sucesso de Jobs, mas questiona por quanto tempo o CEO continuará à frente da Maçã.

“Tristemente, Jobs aparenta bem mais velho que seus 53 anos de idade e, antes mesmo de sair da Macworld [Expo], muito do que se falava sobre a Apple seria sobre quem o sucederia como executivo-chefe”, afirma Lyons. “É difícil imaginar um mero mortal tentando ocupar o seu lugar.”

Ele concorda com uma recente afirmação de um analista de Wall Street: “A Apple é Steve Jobs, e Steve Jobs é a Apple.” Que besteira: o próprio Lyons disse, no meio do ano, em meio a tantas discussões sobre a saúde de Jobs, que ele estaria “bem doente” e que não acreditava que Steve estaria comandando a empresa até o final de 2008. Tempo esgotado?

Posts relacionados

Comentários