Confira 10 produtos interessantes da Apple, idealizados sem a participação de Steve Jobs

Independente de qual seja o real motivo, o fato de a última Macworld Expo com a participação da Apple não ser aberta por uma keynote de Steve Jobs surpreendeu a muitos. No entanto, apesar do valor que o atual CEO traz para para sua companhia ser enorme — não só pelos lançamentos interessantes na Macworld, como também por ter reerguido a Apple desde a sua volta, em 1997 —, nem tudo que a Maçã fez nos 12 anos em que ele esteve fora deixou de parecer inovador para o mundo, ou, no mínimo, ser bastante invejado por outras empresas.

Publicidade

Steve Jobs (Forbes)

Pensando dessa forme, o Mac|Life publicou uma lista com 10 produtos interessantes da Apple, lançados no período em que Jobs não esteve à frente, ou seja, entre 1985 e 1997. Alguns deles são meio “diferentes”, devo admitir, mas acredito que outros apenas tiveram o azar de serem concebidos na hora errada. A seguir, você confere uma descrição rápida de cinco deles.

Publicidade

Newton

Não, caro leitor, não falo do integrante da nossa equipe. 😛 Trata-se do primeiro conceito de PDA, concebido ainda quando John Sculley — aquele que foi responsável pela saída de Steve Jobs — estava no comando da Apple. Foi também um dos primeiros produtos da Apple que tiveram o design idealizado por uma equipe liderada por Jonathan Ive.

Apple Newton MessagePad 2000

Publicidade

No início, ele trazia uma interessante tecnologia de reconhecimento de escrita, chamada Ink, que depois reapareceu no Mac OS X como um auxiliar para o reconhecimento e uso de tablets. Entretanto, por ser meio deficiente na época do seu lançamento, dificultou ainda mais a sua popularização. Apesar de muitos o considerarem como um fracasso, acredito que ele apenas surgiu na hora errada. Na volta de Jobs para a Apple, a linha foi descontinuada de forma bastante deprimente, já que os modelos de 1997 e 1998 eram bem sólidos.

System 7

A partir da versão 7.6, foi o primeiro sistema operacional da Apple que adotou a nomenclatura “Mac OS”. Porém, na sua primeira versão — que curiosamente usava o codinome “Big Bang” — o System 7 trouxe muitas inovações para os Macs, entre elas o QuickTime, QuickDraw 3D (modelo gráfico que só foi totalmente extinto em função do OpenGL, no Mac OS X), multitarefa cooperativa, arrastar e soltar, AppleScript, gráficos coloridos e até o conceito de lixeira (!).

Publicidade

System 7

Com a volta de Jobs, foi lançado o Mac OS 8, mas os resquícios do System 7 continuaram presentes na vida de muitos, principalmente dos usuários de PCs que conviveram com o Windows 95, 98 e 2000. 😛

PowerBook

O primeiro portátil da Apple não foi lançado com Jobs no comando. Tudo bem, a Maçã da tampa ficava de cabeça para baixo (ou do jeito certo :-P) e ele ainda usava trackball, mas para a época ele era um dos melhores. Não foi à toa que ele mudou de nome em 2006, quando foi descontinuado em função do MacBook Pro com processador Intel.

PowerBook

eWorld

Apesar de estar na árvore genealógica do iTools, do .Mac e do MobileMe, esta não foi a primeira concepção de um serviço online da Apple — a primeiríssima aplicação do tipo fora o AppleLink, de 1985. Oriundo de um parceira feita entre a Maçã e a AOL, o eWorld foi ao ar em 1994, com uma série de recursos dispostos em uma interface desktop que simulava uma cidade virtual.

eWorld

Ele também era pago — se hoje você acha o MobileMe uma facada, é porque não usava Mac nessa época… — e também foi planejado com intenção de ser lançado para Windows, mas não saiu devido a um corte de orçamento. Conforme a web foi crescendo, porém, serviços limitados e semelhantes ao eWorld tornaram-se gratuitos e foram matando os pagos. No meio disso tudo, vimos o navegador Netscape ser massacrado pelo limitado e horrível Internet Explorer, e o eWorld acabou sendo descontinuado em 1996.

Caso tenha ficado curioso, o eWorld e o Mac OS 7 foram recriados em Flash de uma forma muito legal, e você pode acessá-los de graça.

Macintosh TV

O “pai do Front Row” e “avô da Apple TV” também surgiu sem Jobs na companhia, na forma de um Macintosh Performa preto com uma placa sintonizadora de TV integrada. Não fez o sucesso que era esperado, mas seguia exatamente o mesmo conceito do atual Front Row: era possível sair do computador e entrar na TV com apenas um botão do controle remoto, e vice-versa. Para ser mais “perfeito” para a época, só se esse controle tivesse 6 botões como o Apple Remote…

Macintosh TV

O resto da lista, que inclui ainda o Newton eMate, o Power Macintosh, o Twentieth Anniversary Macintosh (TAM), o AppleShare e até o tãããnnn que você ouve cada vez que liga o seu Mac, você pode conferir no artigo do Mac|Life.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…