NVIDIA responde a processo da Intel que exige que ela interrompa a produção de chipsets próprios

Logos da NVIDIA e Intel

A NVIDIA respondeu hoje a um processo documentado na segunda-feira pela Intel, no qual esta alega que um contrato de licenciamento das duas empresas — com duração de quatro anos — não se estende à sua futura geração de CPUs com controladores de memória “integrados”, como o Core i7 (de codinome “Nehalem”). Segundo ela, a ação não atinge chipsets NVIDIA comercializados atualmente.

Logos da NVIDIA e Intel

A NVIDIA entrou no acordo em 2004, visando levar inovações da plataforma aos sistemas de CPUs da Intel. Em contrapartida, a Intel licenciou o portfólio da NVIDIA de tecnologias 3G, GPU e outras patentes computacionais. Ambas estão em climas tensos já desde os últimos seis a 12 meses: a NVIDIA afirma que CPUs já viraram itens de conveniência, tanto quanto a Intel diz o mesmo sobre GPUs.

Se a NVIDIA perder esta briga, ela não terá mais direito sobre seus chipsets para substituir designs atuais de placas-mãe capazes de suportar chips Core 2, deixando parceiros como a Apple, Toshiba e outros sem uma alternativa senão usar o design da própria Intel.

[Via: eWeek.]

Posts relacionados

Comentários