Confira screenshots e vídeo do build 10A261 do Mac OS X 10.6 Snow Leopard

Algumas novidades que cobrimos recentemente aqui no MacMagazine sobre a próxima versão do Mac OS X poderão ser vistas em funcionamento a seguir, por meio de screenshots e um vídeo publicado hoje pelo World of Apple. O build referente a esse material é o 10A261, liberado para um grupo seleto de desenvolvedores Premium e Select da Apple no começo deste mês.

Publicidade

Snow Leopard

Conforme relatei anteriormente, este build não traz muitas mudanças, porém o sistema como um todo está bem sólido. Parte do que vocês verão a seguir já estava implementado desde junho do ano passado, quando começaram a surgir os primeiros detalhes sobre o Mac OS X 10.6 Snow Leopard.

Para começar, é possível notar algumas diferenças visuais bem simples em certos ícones de aplicativos e painéis de preferências. Elas são mínimas, mas mostram o quanto a Apple vem trabalhando para tornar o visual dos seus aplicativos ainda mais sólido e agradável aos usuários. A seguir, vocês conferem uma captura da janela do System Preferences: um novo ícone para o “Energy Saver” agora é padrão para todos os aplicativos. Além disso, o painel “International” mudou de nome: e você já pode ir se acostumando a chamá-lo de “Languages & Text”.

Mac OS X 10.6 Snow Leopard - Screenshot do build 10A261

Ainda no System Preferences, também é possível conferir uma mudança geral no aba “Keyboard Shortcuts” do painel “Keyboard & Mouse”. Os comandos agora estão organizados em categorias na lateral esquerda: cada uma delas é relacionada a um aplicativo e/ou serviço diferente, tornando fácil a localização de um comando específico que você queira modificar:

Mac OS X 10.6 Snow Leopard - Screenshot do build 10A261

Uma olhada geral pelos aplicativos que vêm com sistema mostra que o espaço em disco deles foi violentamente reduzido em alguns casos, já que agora eles são totalmente construídos em Cocoa e tirando total vantagem dos processadores de 64 bits. Obviamente, eles também são capazes de rodar em Macs com processadores de 32 bits, através de um modo de compatibilidade que nós já documentamos como funciona:

Mac OS X 10.6 Snow Leopard - Screenshot do build 10A261

Uma captura de tela do Activity Monitor do sistema mostra serviços e aplicativos rodando em 64 bits. Nada deles rodando em um Mac PowerPC para saber eles serão suportados ou não:

Mac OS X 10.6 Snow Leopard - Screenshot do build 10A261

Conforme documentei no meu último artigo sobre o Snow Leopard, o comando “Put Back” para a lixeira está de volta ao Mac OS X. Ele existia no Mac OS 9 e permitia ao usuário restaurar um item para a pasta onde ele estava, desde que não tivesse sido permanentemente apagado. O recurso está no Action Button do Finder, porém não há como saber se ele também estará no menu contextual do ícone do lixo no Dock:

Mac OS X 10.6 Snow Leopard - Screenshot do build 10A261

Por fim, está confirmado que nós poderemos usar Stacks no Grid View para navegar por pastas na próxima versão do Mac OS X. Na atual versão do sistema, clicar sobre uma pasta em uma Stack faz com que ela seja aberta no Finder. Já no Snow Leopard, isso faz com que a visualização da pasta atual seja minimizada e levada para o canto superior esquerdo, enquanto a posterior ocupa o espaço da Stack. Essa transição feita usando Core Animation foi muito bem bolada e você pode conferi-la em ação no vídeo a seguir:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Pcwg5koOx34[/youtube]

Apesar de o build atual do Mac OS X Snow Leopard estar estável, muito ainda precisa ser implementado e finalizado antes do seu lançamento final. Devido a questões de compatibilidade com plugins do Quick Look, o Finder não conta com a possibilidade de pré-visualizar um arquivo por meio do seu ícone. Esse é apenas um dos fatores que já fazem vários desenvolvedores descartarem a possibilidade do Snow Leopard estar disponível antes de uma apresentação oficial em junho, durante a WWDC 2009.

Outro rumor que já está dado como descartado é a inclusão dos recursos do QuickTime Pro na versão do player que acompanhará o novo sistema. Aparentemente, esse rumor surgiu da possibilidade de se ativar os recursos do aplicativo sem a necessidade de registro nas versões beta do Mac OS X, algo que já existe há anos, segundo desenvolvedores.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…