Data center da Telefônica pega fogo na Grande São Paulo

super quinze telefonicaNa tarde de hoje — ok, ontem, quarta-feira de cinzas — um princípio de incêndio atingiu um data center da Telefônica localizado em Alphaville (município de Barueri), na Grande São Paulo, fazendo com que sua operação fosse completamente suspensa.

Publicidade

De acordo com a empresa, o fogo foi controlado, mas foi necessário cortar a energia do prédio para a realização de uma vistoria por parte do Corpo de Bombeiros. O incêndio teve início às 15 horas e foram necessários cerca de 40 minutos de combate às chamas para que o fogo fosse controlado.

O edifício foi evacuado com sucesso e ninguém se feriu. Por precaução, técnicos dos bombeiros e da Telefônica decidiram desligar a energia elétrica no local às 17 horas, o que afetou serviços prestados pela empresa.

A Telefônica informa que no edifício estão centralizadas suas operações para atender grandes clientes corporativos em todo o Estado de São Paulo. Muitas empresas que utilizam infraestrutura da Telefônica ficaram sem conexão à internet e acesso a dados remotos ao longo da tarde desta quarta-feira. A Telefônica não informou uma previsão para a retomada de seus serviços e, embora diga que não, ao menos parte dos usuários do Speedy, seu serviço de banda larga, foi afetada.

Publicidade

Para contornar o problema em algumas das cidades do Estado de São Paulo, a Telefônica abriu mão temporariamente de validar a autenticação (login e senha) de modo a permitir que o público pudesse acessar a internet. Em outras cidades, a autenticação não foi liberada e os usuários continuam com sérias dificuldades de acesso.

A nota oficial divulgada pela Telefônica foi a seguinte:

Publicidade

A Telefônica informa que o edifício onde está instalado seu data center, em Alphaville, no município de Barueri, sofreu um princípio de incêndio por volta das 15 horas desta tarde. O Corpo de Bombeiros já se encontra no local e a situação está totalmente sob controle.

O data center da Telefônica hospeda servidores e outros equipamentos, além de fazer o gerenciamento de dados da empresa e de clientes de grande porte. A Telefônica e o Corpo de Bombeiros decidiram conjuntamente, como medida preventiva, cortar a energia do edifício. Neste momento os bombeiros realizam uma vistoria no local.

Ainda não há previsão para restabelecimento da energia e das operações do Data Center. Assim que houver novas informações, a Telefônica voltará a se pronunciar.

Parte dos servidores do banco onde trabalho estão hospedados, infelizmente, neste data center. É fácil para vocês imaginar, certamente, a gigantesca quantidade de problemas que tivemos a partir do meio desta tarde. Dentre outras questões, sofremos a paralisação completa de serviços essenciais, como os servidores de email e outros serviços mais críticos.

Daí pergunto, embora tenha a certeza de que jamais terei as respostas: por que os circuitos elétricos de contingência do data center da Telefônica não foram acionados? Por que o Plano de Recuperação de Desastres — Disaster Recovery Plan, para os anglófonos — não foi acionado ou, caso tenha sido, não produziu os resultados esperados, recuperando a funcionalidade dos serviços essenciais (os quais, até o momento em que escrevo este artigo, ainda não voltaram a funcionar)? Por que não fomos informados sobre a real gravidade da situação?

A catástrofe só foi parcialmente controlada quando conseguimos comutar nossos serviços para o site de contingência. É nessas horas, sinceramente, que chego a pensar em largar tudo e montar um canil em alguma cidadezinha do interior, bem longe de coisas como links, roteadores, servidores, firewalls e afins. Um dia farei isso, com certeza! 🙂

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…