Steve Ballmer não está preocupado com o iPhone; diz que o Mac é concorrente, mas o Linux é mais

Sinceramente, não dá pra entender qual é a desse cara: numa reunião com analistas nesta semana em Nova York, Steve Ballmer afirmou que vê a Apple, o Linux e o Google como seus grandes competidores no segmento de desktops. Todavia, continua pensando que o iPhone não é páreo para o Windows Mobile.

Publicidade

Analisando os sistemas operacionais em si, a Microsoft planeja lançar o Windows 7 no começo de 2010, quando a Apple já deverá ter colocado o Mac OS X 10.6 Snow Leopard no mercado pelo menos alguns meses antes. Ironicamente, Ballmer afirmou que seu maior desafio é a pirataria, tal como mostra o slide abaixo, apresentado durante o seu discurso:

Slide de Steve Ballmer

Enquanto o Windows 7 deverá chegar como o produto que o Vista deveria ter sido há dois anos, a nova versão do SO da Apple não deverá vir com recursos revolucionários, mas em compensação evoluirá para explorar ao máximo as capacidades de hardware dos Macs atuais, bem como trará mudanças de arquitetura que proporcionarão constantes inovações futuras na plataforma.

Publicidade

Ainda que o iPhone tenha ultrapassado o Windows Mobile em vendas no ano passado, Ballmer acredita que ele, tanto quanto o BlackBerry (da Research In Motion), não passa de assunto da moda entre consumidores. Segundo Ballmer, para o mercado sério, pelo ponto de vista de operadoras e fabricantes de dispositivos, fala-se apenas de Windows Mobile e do Google Android.

Da mesma maneira, a versão 6.5 do SO móvel da firma de Redmond provavelmente só chegará no final do ano e, ainda assim, não cobrirá todos os recursos e funcionalidades do iPhone OS e do Android. O Windows Mobile 7 só deverá aterrissar no mercado do meio para o final de 2010 e, até lá, a Apple já deverá ter lançado algumas novas versões do iPhone OS, ampliando ainda mais a diferença entre as plataformas.

Publicidade

Ninguém nega que a Microsoft tem a sua liderança em diversos mercados, mas várias pesquisas recentes mostram que ela tem perdido constantemente números frente a Apple, o Linux e outros concorrentes. Boa parte do seu domínio é ditado pelo tamanho da sua atual base de usuários, porém outras companhias têm se mostrado mais capazes tanto nos segmentos de desktops quanto no de dispositivos portáteis, inovando e revolucionando mercados sob os mais diversos aspectos.

Humildade é bom de vez em quando.

[Via: Apple Watch.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…