Sobre a audição e outros sentidos

AudiçãoPara aqueles que gostam muito de ouvir som a todo volume, tenho uma dica que pode ser de interessante a FAIL, vai depender de como cada um recebê-la. De toda forma, é algo que eu uso no dia-a-dia, pois adoro música e não acho que seja necessária uma lei me ensinando a apreciá-la de forma saudável, né?

Bem, o sentido da audição, como todos os outros, é adaptativo. O que isso significa? Que, depois de um certo período sofrendo estímulo, ele para de oferecer a mesma reação neural. Na prática, isso significa que:

  • Se você tomar um suco doce depois de chupar um limão azedo, o suco parecerá super doce. Se fizer isso depois de comer um suspiro, o mesmo suco parecerá extremamente azedo.
  • Ninguém sente que está de roupa depois de um certo tempo (isso não vale para ternos).
  • Dentro de uma sala na qual pré-vestibulandos têm 12 horas de aulas seguidas, ninguém percebe que tem um futum de suor seco no ar, até sair da sala e entrar nela de novo.
  • Se você fechar os olhos pouco antes de entrar num cômodo escuro, ele não parecerá tão escuro quando você abri-los.
  • Se você colocar o volume do seu iPod em 50%, depois de um tempo vai querer colocá-lo a 75% e, depois de mais um tempo, nem 100% serão o bastante.

A dica é usar essa característica do nosso sistema nervoso a nosso favor, e não contra nós.

Sempre que estiver ouvindo música e sentir que ela está “baixa demais”, _abaixe_ o volume um ponto. Sim, diminua um pouco o volume! Espere o tempo de uma faixa e aumente um ponto. A sensação final, o saldo, será de que você elevou o volume original, mesmo tendo voltado ao ponto inicial. Rinse & repeat sempre que precisar.

Nessa brincadeira, travei o volume do meu iPod em 50% e ouço só 50% do que sobrou, quando não uso 30%. Na rua, com fones abafadores, uso no máximo 75% — fazendo as contas, isso quer dizer que nunca ouço música a mais que 37,5% da capacidade máxima do iPod. Em casa, meu computador nunca passa de 5 pontinhos de volume, com iTunes a 80% — isso porque eu tenho fones “Princesa Léa”, que ajudam no isolamento. Usar o Sound Check — que equilibra o volume de todas as faixas na minha coleção — também ajuda a manter o volume sempre numa faixa saudável.

É isso: espero que nenhum de nós fique surdo antes dos 100 anos. 🙂

And that, as they say, is that.

Posts relacionados

Comentários