iPod, iPhone… tudo a mesma coisa, né O Globo? ;-)

Devo admitir que fazia um tempo que eu não escrevia um artigo indignado com a capacidade de alguns veículos da “grande mídia” nacional. Isso que dá colocar o mesmo cara que fala de mouses da Logitech, Fórmula 1 e guerra no Iraque, escrever sobre Apple.

Claro, meu exemplo é fictício: a analogia aqui é para destacar, mais uma vez, como blogs têm hoje importância no cenário mundial pelo foco e especialidade em determinadas áreas. Eu, quando leio uma nota como esta abaixo, dou risada pela ignorância do repórter, porém me preocupo muito com o mesmo acontecendo em assuntos nos quais eu não teria domínio nem base de conhecimento suficientes para discernir sobre a veracidade e precisão do que está sendo dito. E aí, como é que fica?

Jornal carioca O Globo, edição de hoje: Apple anuncia novo *iPhone* com capacidade para mil músicas. É isso mesmo, veja com os seus próprios olhos (e clique para ampliar, não precisa forçá-los):

iPhone shuffle no O Globo

Observe que o erro se estende por toda a nota, citando o lançamento do novo “iPhone Shuffle” (e, por sinal, “shuffle” é com inicial minúscula no nome “iPod shuffle”) e a chegada do “primeiro iPhone” em 2001 — de fato, trocando “iPhone” por “iPod”, o primeiro realmente surgiu em 2001 por US$399, mas o iPod shuffle é outro produto da mesma linha, que só foi lançado em janeiro de 2005.

Mais preocupante ainda é o parágrafo no qual tratam sobre os resultados financeiros da Apple. Transcrevo-o na íntegra, abaixo, já que aparece cortado na screenshot acima:

[…] Com o lançamento, a Apple pretende elevar o faturamento da empresa, que teve queda no último trimestre de 2008. Embora a companhia tenha vendido número recorde de iPhones no período, a receita caiu 16%, para US$3,4 bilhões, porque os aparelhos ficam mais baratos com o passar do tempo. […]

Eu não tenho ideia do que esse cara está falando, nem de onde tirou tais números. Caso você não tenha acompanhado, aqui está no nosso artigo sobre o anúncio dos últimos resultados financeiros da Apple. Compare os números com os citados acima. É de chocar.

E vai ter gente desesperada atrás do “novo iPhone de US$79”, tsc, tsc…

[Dica do Pedro Cunha e do Leandro Amorim, muito obrigado!]

Posts relacionados

Comentários