As diferenças entre o Microsoft.com e o Apple.com

Que a Microsoft não está nem aí pros padrões da web (web standards), isso não é novidade pra ninguém. Mas a comparação do Microsoft.com com o Apple.com feita pelo TechCast Network foi simplesmente sensacional. É inevitável, a firma de Redmond continua dando pano pra manga. 😛

Publicidade

Primeiro, comecemos com uma comparação visual lado a lado:

Microsoft.comApple.com

Gostos pessoais à parte (hehe), por aqui nenhum absurdo, afinal, cada empresa tem a sua identidade e prefere se apresentar de maneiras diferentes. Mas e o que está por trás disso aí, isto é, o código que constrói o que vemos na tela do navegador?

Publicidade

Bom, aqui está:

Código-fonte do Microsoft.comCódigo-fonte do Apple.com

O problema não é nem só a aparência, organização e ausência de indentação no código — afinal, os desenvolvedores da Microsoft podem ter um código limpo e bem estruturado, mas decidirem publicá-lo de forma compacta —, mas sim o seu conteúdo, que é bem mal escrito. E, mesmo comprimido, o site da firma de Redmond carrega mais devagar que o da firma de Cupertino.

Mas o mais grave ainda não é isso; pode ser que você não saiba, mas o W3C, consórcio que define os padrões da web, oferece um Markup Validation Service online que serve para validar sites quanto a tais regras. Desta vez, comecemos com o Apple.com, que ainda assim não é perfeito:

Publicidade

Apple.com no W3C Validator

É, meu caro, mas se você achou feio o resultado da Maçã, veja só isto aqui:

Microsoft.com no W3C Validator

Publicidade

Precisa comentar? 😛 Aliás, se você não é um desenvolvedor de web e não entende sobre web standards, provavelmente não dará a importância devida a este comparativo. Dê uma lida no assunto antes de chamar a gente de chato e exagerado. 😉

[Dica do William Kazuo Yokoi, muito obrigado!]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…