Rigues sobre o Dell Mini 9: é “o netbook da Apple”

Quem acompanha o MacMagazine já sabe desde o começo de outubro de 2008 que o Dell Inspiron Mini 910 roda — muito bem — o Mac OS X. Aliás, ainda em dezembro publicamos aqui uma tabela que mostrou que ele e o MSI Wind eram os dois melhores netbooks para se fazer Hackintosh®.

E por falar em MSI Wind (aka Mobo White 1050), vocês lembram que meu amigo Rafael Rigues havia instalado o Leopard num deles? Pouco tempo depois, inclusive, a Realtek liberou drivers Wi-Fi para essas máquinas, algo que o Rigues esperava enquanto escreveu seu artigo. Agora, ele pôs as mãos num Dell Mini 9, já instalou o Mac OS X e traz comentários sobre sua experiência para nós.

Mac OS X num Dell Mini 9

De acordo com o Rigues, o Dell Mini 9 é “um netbook da Apple sem o logo da maçã na traseira”. A combinação só não é absolutamente perfeita porque a hibernação não funciona e o som emite alguns ruídos de vez em quando. Fora isso, tudo roda muito bem, incluindo som, rede, Wi-Fi, leitor de cartões, modem 3G, webcam, Bluetooth, medição de bateria e modo sleep. De quebra, ele disponibilizou um mapa de teclado ABNT2 para quem for mergulhar na mesma aventura.

O netbook da Apple roda o OS X com desempenho muito superior a uma máquina equivalente com o Windows XP. Dá boot em 20 segundos, não reclama de múltiplos programas abertos e roda o Leopard com todos os efeitos visuais dos desktops grandes, sem frescuras de sistema “Home Basic” ou, pior, “Starter”. Ele dorme em um segundo, acorda em outro. A bateria, com Wi-Fi e em uso típico, aguenta três horas e 20 minutos, em média. E ele é bonitinho, com cantos arredondados, branco por fora e prata/preto por dentro.

[…]

É preciso ter um cuidado na instalação: não instale os drivers de impressora, nem os idiomas que você não pretende usar. Instalei o sistema apenas em inglês, e no final tive cerca de 6,6GB de espaço livre no SSD de 16GB. Pelo que li, é possível instalar o OS X num Dell Mini com SSD de 8GB, mas isso requer mais malabarismo para que o sistema caiba lá dentro. Complementei o espaço em disco com um cartão SD de 8GB no leitor interno. Se precisar de mais espaço, é só colocar um cartão maior.

[…]

O desempenho é excepcional. Boot em 23 segundos, para ser exato. Um segundo para dormir, outro para acordar. Rodei o Firefox enquanto ouvia música no iTunes, assisti a filmes (episódios de séries de TV com resolução de DVD, 720×480 pixels) em tela cheia no QuickTime, abri quatro imagens de 7MP cada ao mesmo tempo no Pixelmator, ajustei suas cores e as redimensionei. Até joguei World of Goo, tudo sem engasgos. A máquina só reclamou na hora de tocar um vídeo em alta definição (1280×720 pixels, H.264), mas aí já era pedir demais do pobre processador Atom. Nem ele nem a GPU integrada foram feitos para isso.

Vale a pena dar uma conferida no artigo. 😉

Posts relacionados

Comentários