Projeto do Ministério da Cultura busca novos talentos na área de games

brgamesCom o apoio da Sociedade Brasileira para Promoção da Exportação de Software e da Abragame, o Ministério da Cultura está lançando o projeto BRGAMES 2009, cujo objetivo principal é garimpar os novos talentos brasileiros no desenvolvimento de jogos eletrônicos.

Segundo o próprio Ministério, as principais metas da iniciativa são:

O fomento ao desenvolvimento da indústria de jogos eletrônicos no Brasil, o fomento à participação da indústria brasileira de jogos eletrônicos no exterior e o estimulo à criação de ambientes de mercado para o jogo eletrônico brasileiro no país.

Por meio do BRGAMES, novos talentos poderão apresentar suas ideias de projetos de jogos eletrônicos e os projetos selecionados receberão prêmios em dinheiro para que possam ser executados em uma versão de demonstração. Além dos prêmios, fundamentais para concretizar os projetos, os contemplados ainda participarão de uma oficina onde profissionais do mercado irão compartilhar seus conhecimentos e orientar esses novos talentos no que se refere a gestão do projeto, a viabilidade mercadológica, além de abordar questões comerciais relevantes para o sucesso de uma produção voltada para o mercado.

Com inscrições abertas entre os dias 11 de maio e 25 de junho de 2009 — notem aqui uma pequena contradição: embora estejamos em pleno século XXI, a idade da comunicação digital, o BRGAMES 2009 só aceita inscrições feitas pelo correio —, os melhores projetos serão contemplados com prêmios que variam de R$70 mil (projeto de Pessoa Física) até R$140 mil (para projetos de Pessoa Jurídica, sendo que R$28 mil serão investidos pela própria empresa).

O recebimento da premiação está vinculado à participação obrigatória do autor ou um representante da empresa na “Oficina para Desenvolvimento de Projetos de Jogos Eletrônicos”. Se você é daqueles que prefere passar suas madrugadas desenvolvendo um joguinho “da hora”, ao invés de tentar arrumar uma namorada (se bem que os termos nerd e namorada são, na maioria das vezes, auto-excludentes…), corra para não perder o prazo de inscrição. Mais detalhes poderão ser obtidos no próprio site do projeto.

Para efeitos de comparação, a União Europeia abriu um financiamento para desenvolvimento de jogos — o GameDev.net —, em que podem ser incluídos todos os elementos do jogo, como procura por patentes, formulação de conceitos, aquisição de direitos, design, programação e desenvolvimento de estratégias de marketing. As empresas interessadas podem se candidatar a receber de 10 mil a 60 mil euros. O financiamento, que pode chegar a até 100 mil euros, pode ser incluído principalmente para consoles, PCs e aparelhos portáteis.

Concordemos ou não com o que faz ou deixa de fazer o governo brasileiro, iniciativas como esta devem sempre ser elogiadas e incentivadas. Seja bem-vindo, BRGAMES 2009.

Posts relacionados

Comentários