Apple já pensou em lançar uma rede mundial de cyber cafés, quem diria

Esta é uma grande novidade para mim, pois nunca tinha ouvido falar nada a esse respeito. No final de 1996, a Apple anunciou que abriria uma cadeia mundial de cyber cafés, com lojas em Los Angeles, Nova York, Paris, Tóquio, Sydney, entre outras.

É isto mesmo que vocês leram: uma rede de Apple Cafes, que seria quase uma versão computadorizada de restaurantes como o Hard Rock Cafe ou o Planet Hollywood. A Apple chegou até mesmo a fazer uma conferência para anunciar a novidade.

Apple Cafe

“A hora é esta”, afirmou Satjiv Chahil, então vice-presidente sênior de marketing da Apple afirmou em uma entrevista para a CNET News. “Cyber cafés estão com tudo. A tecnologia finalmente está chegando para o resto de nós. Esse lugar será uma vitrine para os nosso produtos no mundo real.”

A rede de cyber cafés permitiria que consumidores pudessem navegar na internet em alta velocidade, se divertir com jogos e desenvolver páginas para a internet. Além de pode solicitar comida saudável por um sistema eletrônico, vídeo conferência com as mesas vizinhas e acesso sob demanda a filmes e videoclipes eram tecnologias pensadas para as lojas.

Apple Cafe

Os esboços acima são da loja prevista para ser construída em LA, que seria o carro-chefe da cadeia, possuindo mais de 4.500 metros quadrados e acomodações para 250 pessoas.

A rede de cyber cafés seria uma parceria da Maçã com a Landmark Entertainment Group e a Mega Bytes International — um do esforço da empresa para ampliar o licenciamento de sua marca e, ao mesmo tempo, promover seus computadores.

Como nesta época a Apple andava mal das pernas, o projeto foi parar na gaveta. Mas eu prefiro acreditar que Steve Jobs, ao voltar para a empresa, não deixou algo assim tornar-se realidade e transformou-o nas Apple Retail Store que conhecemos hoje em dia.

Posts relacionados

Comentários