Halex bodejando: Safari 4 saiu do beta, caiu com as abas

Safari(Este post não é produtivo: quem estiver sem tempo, pode ignorá-lo. Quero apenas compartilhar uns pensamentos…)

Como atualmente a maioria das pessoas (eu, inclusive) passa a maior parte do tempo fazendo tudo em navegadores, hoje quero fazer um post especial sobre o Safari 4: depois que testei (e odiei) a versão beta, meu maior medo era que o inevitável dia de evoluir chegasse e me fizesse ou migrar pro Firefox, ou ter que aturar um navegador, na minha opinião, incômodo. Mas tudo foi bem menos traumático do que eu temia e aqui estão algumas considerações minhas:

  • Abas embaixo = LOVE! Graças a Deus alguém em Cupertino ainda tem senso de estética. Os que gostavam das abas ocupando o espaço da barra de título, por favor me perdoem, mas não era só eu que achava que aquilo estava meio errado: John Gruber escreveu um post sobre isso no Daring Fireball e, enquanto eu lia, não parava de concordar.
  • Safari 4 - carregandoA barra de progresso atrás do endereço virou uma barrinha de Loading… que clareia quando a página carrega pela metade e, no fim, some. Não é a mesma coisa, eu queria que ela enchesse ou fosse clareando gradativamente, pelo menos — é melhor que nada, no beta era um ó, ficar sem saber se faltava um segundo ou um minuto pra terminar.
  • Botões para fechar aba on demand. Elegante, mas eu achei que ficou algo… sei lá, parece estranho. Talvez seja questão de costume, mas as abas parecem luzes de Natal, quando você desliza o cursor do mouse pela tela.
  • Reload deixou de ser opcional, virou parte da barra de endereços, no canto direito, enquanto o + (favorito) ficou à esquerda. Eu tinha uma disposição inversa. Ótimo: agora eu tenho que sair do canto esquerdo, onde está a primeira-aba-eterna, e ir pro outro lado da interface pra recarregar a página (coisa que vivo fazendo), enquanto adicionar um favorito (uma vez na vida, atualmente), está sempre acessível. O melhor de tudo? Não dá pra mudar. :-/
  • Adicionar aba ficou discreto, mas eu duvido que alguém algum dia se taque até o canto extremo direito selvagem da interface pra usá-lo, quando dá pra fazer a mesma coisa com Command + T. Decisão infeliz, deveria ter ido pro canto esquerdo, antes da primeira aba, normalmente mais acessível.

Safari 4 - Cover Flow MM

  • Histórico em Cover Flow = WIN. Busca, então, nem se fala, mudou minha vida.
  • As abas estão mais largas, por padrão. Estranho, mas é questão de costume — bem melhor que a zorra com as abas no topo, que mudavam de tamanho toda hora. E agora elas têm curvas. Ficou mais suave, cheio de curvas. Ah, e o antigo comportamento delas, de limitar-se a um eixo de movimento para cada ação (arraste na horizontal para organizar, na vertical para transformar em nova janela), acabou: agarre uma aba e go crazy! Eu faço isso o tempo todo. 🙂
  • Top Sites = resource hog para quem tem conexão lenta, pois ele parece ficar se alimentando com os feeds RSS dos sites. Aliás, de nada adiante ser “o navegador mais rápido do mundo”, se sua conexão é Velox 300Kbps. Eu ainda não senti diferença alguma. 🙁 Bem que a Apple podia queimar uns neurônios e fazer um navegador amigável ao pessoal low end, mas acho que aí já é querer demais. Ah, quase esqueço: essa brincadeira de ficar tirando screenshots de todos os sites visitados é osso pro HD!
  • Já deveriam ter mudado o comportamento padrão dos links para usar as abas, se era pra tornar o uso delas mais popular. Acho que é uma das coisas que eu mais invejo no Firefox.
  • Tenho é medo de ver o Safari RSS nesta nova versão. Quando eu tentei usá-lo pela primeira vez, ainda no Safari 3, achei tão tosco, tão contra-intuitivo, tão resource hog, que desisti e fui usar o Google Reader — muuuito mais leve, sempre a um clique do Gmail, que está sempre aberto aqui. E por falar nele, um problema chatíssimo acabou: o Gmail, ao carregar, não salta mais pra frente das outras abas.

Safari 4 - barra de enderecos

  • O endereço some no canto direito da barra de endereços, como se entrasse num nevoeiro. Que é isso?! Eu não sou designer profissional, mas eu digo que ficou toscão: parece desbotado, velho, gasto (“impressora sem tinta”, quase). Qual seria o problema de colocar uma sombrinha e fazer parecer que o endereço está indo para trás da interface? Se o Loading… fica numa caixinha, coloca o RSS e o Reload também, oras!
  • Está tudo muito lindo, muito suave, Core Animation rolando a mil no Safari 4, mas há umas “inconsistências” (nem sei se a palavra é essa) que ainda alfinetam. Por exemplo: o Top Sites tem uns efeitos legais, quando você acessa uma página por ele e até quando você sai dela e volta ao grid. Contudo, o mesmo não acontece com o Histórico, por exemplo, e basta uma rolagem bem pequena para a animação de retorno não acontecer mais. Enfim, eu diria que 10% das transições da interface melhoraram muito, o que faz as outras 90% parecerem horrendas e bruscas.

Cuidado: mais bodejos, em algum momento daqui até o lançamento do Snow Leopard… Se quiser bodejar também, os comentários tão aí pra isso! 😉

Posts relacionados

Comentários