Nova classificação do Greenpeace ainda deixa Apple na 11ª colocação, mas elogia trabalho sustentável da empresa

Em sua nova classificação das principais fabricantes de “eletrônicos verdes”, o Greenpeace destacou a queda de muitas fabricantes de PCs em relação à anterior, liberada em março. A Apple, mesmo com todas as suas iniciativas recentes em remover tóxicos de toda a sua linha de computadores, caiu uma posição, ficando em 11º lugar.

Acredito que a organização não-governamental não tenha considerado, em seu último estudo, os recentes anúncios da Apple na WWDC ’09, visto que seus portáteis já estão atingindo os requisitos ENERGY STAR na sua versão 5.0, que ainda está para ser estabelecida na indústria no decorrer deste trimestre. Ainda assim, os responsáveis pelo estudo fizeram questão de destacar a redução de materiais tóxicos feita por ela em toda a sua linha de seus produtos, considerando que outras fabricantes de maior porte estão longe de chegar a tal nível de sustentabilidade.

Empresas como HP, Lenovo e Dell não estão cumprindo suas estimativas de redução de materiais tóxicos (como PVC) dos seus computadores. E não achando isso suficiente para aplicar penalidades, o Greenpeace criticou a Dell e o Better Business Bureau, que em vez de adotar as mesmas políticas da Apple para se equipararem a ela (ou ultrapassá-la) em seus cuidados com o meio-ambiente, criticaram a campanha publicitária dos MacBooks “verdes”. Como parte dessa crítica, o Greenpeace continuará pressionando tais companhias.

[Via: Electronista.]

Posts relacionados

Comentários