Amazon.com proíbe o uso de suas APIs abertas em dispositivos móveis

Em mais um caso controverso que forçou um desenvolvedor a remover um dos seus aplicativos da iPhone App Store, não vemos a Apple como responsável pela brincadeira, e sim a Amazon.com. Uma mudança recente nos termos de uso das suas APIs de anúncio de produtos proibiu o uso delas em dispositivos móveis, a não ser pelo próprio canal mobile da empresa. Tal atitude acabou por forçar a Delicious Monster a remover a versão móvel do seu popular Library da loja da Apple, cujo índice de satisfação dos compradores mostrava se tratar de um app muito bom.

08-library-iphone08-library-iphone-0208-library-iphone-0308-library-iphone-04

O aplicativo, em seu conceito, não baixava nada da internet: ele foi projetado para ter as informações sincronizados com a sua versão desktop, que ainda pode usar os dados da Amazon livremente para buscar e adicionar produtos ao seu banco de dados. No iPhone OS, os usuários adicionavam a sua “biblioteca de coisas” e podiam acessar informações sobre um determinado produto online, bem como recomendá-lo para um amigo. Toda essa integração precisou de oito meses para ser construída e enviada para a App Store, e a aplicação teve de ser tirada do ar ontem, após uma ameaça vinda da própria gigante de e-commerce.

Aparentemente, ela não está interessada em fazer exceções para ninguém, querendo restringir o acesso móvel à sua loja para seu próprio site e aplicativo. Ela já fez isso com outros desenvolvedores móveis no passado, e não levará em consideração o fato de o Delicious Library ser um dos aplicativos mais populares entre os usuários de Mac. A questão aqui é que o acesso móvel à Amazon pela sua solução oficial apenas é restrito a poucos países onde ela está disponível pela loja da Apple.

Abaixo, vocês conferem um vídeo in plain English de como o app funcionava:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=sVkCauv0IGU[/youtube]

[Via: TechCrunch.]

Posts relacionados

Comentários