Difícil de acreditar: Apple teria solicitado que a Microsoft cancelasse a campanha “Laptop Hunters”

Há algumas horas, o Newton Mota trouxe pra nós um artigo acerca de declarações feitas durante a Worldwide Partner Conference pelo COO da Microsoft, Kevin Turner, que disse que a empresa abriria uma série de lojas próximas das Apple Retail Stores ainda este ano. Mas o seu discurso não parou por aí: segundo Turner, a gigante de Redmond recebeu, há algumas semanas, uma ligação do departamento jurídico da Apple.

Sheila, do Laptop Hunters da Microsoft

Garantindo que a coisa realmente aconteceu, o COO afirma que um representante da firma de Cupertino teria solicitado que a Microsoft interrompesse a sua campanha publicitária Laptop Hunters, visto que ela compara os custos de Macs e PCs e que a Apple teria abaixado os preços dos seus produtos, deixando-a supostamente sem sentido.

Turner ainda debocha da Apple, comentando que os preços caíram “US$100 ou coisa do tipo” e que aquele teria sido “o maior telefonema que ele já recebeu em sua vida profissional”:

[…] And you know why I know they’re working? Because two weeks ago we got a call from the Apple legal department saying, hey — this is a true story — saying, “Hey, you need to stop running those ads, we lowered our prices.” They took like $100 off or something. It was the greatest single phone call in the history that I’ve ever taken in business. (Applause.)

I did cartwheels down the hallway. At first I said, “Is this a joke? Who are you?” Not understanding what an opportunity. And so we’re just going to keep running them and running them and running them. […]

Ok, pausa. Não dá pra acreditar que um executivo na posição de Turner inventaria uma história dessas, mas também não podemos considerar que a coisa aconteceu realmente do jeito que foi narrada nas três linhas acima. No máximo, a Apple pode ter solicitado que a Microsoft adaptasse a sua linguagem de maneira que ela se tornasse compatível com os novos preços de Macs, mas o COO já garantiu que a sua empresa não tem qualquer plano de interromper a veiculação dos comerciais.

Enquanto (e se) a Apple não se pronunciar sobre o assunto, é melhor manter um pé atrás acerca desse caso. Afinal de contas, a Apple nem teria tanta moral pra criticar a sua concorrente diante das infinitas brincadeiras que já fez em VTs da sua campanha Get a Mac, ou então em casos como as promessas de performance em propagandas do iPhone — que mais tarde ela veio a dizer que “ninguém poderia seguir suas declarações à risca”.

[Via: Ars Technica.]

Posts relacionados

Comentários