“App Stores não são o futuro”, diz Google

Ícone do Google ChromeNós acreditamos que a web venceu e, nos próximos anos, o navegador, praticamente por razões econômicas, vai se tornar a plataforma que faz a diferença, e certamente é no que o Google está investindo.

Vic Gundotra, vice-presidente de engenharia do Google e autor da declaração durante a MobileBeat 2009 Mobile Conference, foi ainda mais longe. Ele acredita que o sucesso do futuro das plataformas móveis será o desenvolvimento de aplicações para a web. Será que o Chrome OS vai substituir o Android?

Publicidade

É evidente que o Google, que construiu seu império em torno da web baseando seus negócios em buscas, em publicidade contextualizada e aplicações baseadas na nuvem, não ficaria feliz com o crescente sucesso que as lojas de aplicativos para dispositivos móveis têm vivenciado.

Aplicativos rodando em smartphones tornam o navegador menos relevante e distanciam o usuário do principal site de busca (qual é, mesmo?), por acessar as informações diretamente dos servidores e sites que promovem os serviços. E, se considerarmos que o iPhone OS caminha para a liderança e ainda não teve todas as suas possibilidades exploradas, talvez sejam reais as preocupações do Google, como um player importante do cenário ou como defensor de uma web mais rica.

Vic Gundotra na MobileBeat 2009 Mobile Conference
Tero Ojanpera, Vic Gundotra e Michael Abbott

Entretanto, parece que Gundotra não está sozinho em sua visão: Michael Abbott, da Palm, acredita que, com os avanços que estão sendo introduzidos através do padrão HTML 5, as aplicações baseadas na web poderão oferecer funcionalidades até então exclusivas a certos smartphones.

Gundotra aponta ainda o progresso obtido no WebKit do Safari, que permite ao iPhone informar ao Google a localização do aparelho e personalizar a experiência. Segundo ele, com a atitude da Apple em tornar o WebKit um projeto open-source, é possível hoje que sistemas operacionais móveis como o Android e o webOS da Palm se beneficiem dele.

Publicidade

“Construído para a web”, foi o que Steve Jobs disse ao lançar o iPhone, relembra Gundotra. Todavia, a ideia encontrou a resistência dos desenvolvedores na época. “Acho que o Steve entendeu isso; a longo prazo poderia ser a web, e eu acredito que é assim que as coisas irão acontecer”, complementa.

[Via: Mashable.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…