Apple deve abocanhar 15% do mercado de smartphones na América Latina

iPhone 3GS deitado, de lado

Segundo um estudo recente conduzido pela Pyramid Research, a presença da Apple no mercado de smartphones na América Latina deverá crescer dos 8% registrados em 2008 para possíveis 15% em 2009, representando um volume de vendas superior a um milhão de unidades. Um dos principais motivos desse crescimento será a introdução do modelo 3GS por aqui e a consequente redução do preço do atual 3G.

iPhone 3GS deitado, de lado

O aparelho possui um certo destaque no mercado regional devido ao conjunto de facilidades oferecidas e ao marketing agressivo da firma de Cupertino, mas não se popularizou ainda mais devido ao alto preço cobrado pelas operadoras. Mesmo assim, o modelo de entrada representará 60% das vendas de iPhones até o final do ano.

A Pyramid também acredita nessa expansão das vendas devido ao interesse das telecoms em aumentar suas receitas através do maior uso de planos de dados. A grande oferta de soluções que demandam do cliente uma conexão ativa com a internet ajuda na busca por meios de manter mais usuários conectados.

O smartphone da Apple também está provocando uma revolução fora do Brasil, sendo o principal fator para o crescimento da participação do segmento no número de vendas totais de celulares. Indícios apontam que o cenário atual de 3% deve crescer para um valor próximo a 14% em 2014.

Entretanto, a consultora relata que as maiores oportunidades estarão em países da América Latina, como Brasil, México, Venezuela, Argentina, Chile e Peru, que devem concentrar 90% das vendas de smartphones em 2009. São oportunidades que, quando bem aproveitadas, podem aquecer todo o ecossistema — englobando aqui desenvolvedores, operadoras, provedores de conteúdo, etc. — que existe em torno do iPhone.

[Via: IDG Now!.]

Posts relacionados

Comentários