Apple e Google podem ter combinado não “roubar” empregados uma da outra

Eric Schmidt, CEO do GoogleEnquanto Eric Schmidt — CEO do Google — estava na diretoria da Apple, as duas companhias firmaram um acordo de não recrutar empregados uma da outra — relata o TechCrunch. A informação teria sido passada primeiramente por um ex-empregado da gigante de Mountain View e posteriormente confirmada por outros ex-Googlers. Não é à toa que a investigação da FTC ainda faz sentido.

“O acordo não era escrito e era considerado não-oficial, mas era bem conhecido e seguido à risca dentro da divisão de recrutamento do Google”, afirma o site. Agora que Schmidt cancelou seu vínculo executivo com a Apple, é possível que tal acordo deixe de vigorar — mas isso não foi confirmado até o momento.

Uma outra fonte do TechCrunch afirma, ainda, que ambas Apple e Google têm mexido bastante em seus departamentos de recursos humanos recentemente, supostamente para iniciar uma série de novas contratações.

Posts relacionados

Comentários