RockMeIt, o novo browser da turma da Netscape

RockMeItAntes de dormir, fui rever uma série do Discovery Channel sobre a internet. Escolhi exatamente o episódio em que se falava dos navegadores, do Netscape, do Marc Andreessen e de como começou a “Guerra dos Browsers”.

Assim que acordei, fui ver meu email — o iMac fica do lado da cama, então é fácil checar tudo antes de sair do quarto. Leio as notícias de tecnologia do NYTimes.com e “boom!”, me cai esta bomba: Marc Andreessen e vários amigos dos tempos do Netscape resolveram criar um novo browser, o RockMeIt. Quase pensei que ainda estava sonhando. Mas não, é verdade e ele já tem até site, onde você pode se cadastrar para ser informado sobre o lançamento.

Apenas quem acompanhou o nascimento da Web é que deve lembrar que a Microsoft não acreditava no futuro da Internet, e que o Internet Explorer sequer existia. Eram outro tempos, e a Netscape fez muito dinheiro pavimentando um mundo completamente novo, permitindo que os desbravadores digitais começassem a pensar de forma completamente diferente a respeito do futuro.

No auge do sucesso, resolveram desdenhar e provocar a Microsoft, que tinha dinheiro de sobra e os melhores programadores da época na folha de pagamento, dando início prematuramente à guerra que varreu a empresa do mapa. Eram jovens que ficaram milionários da noite para o dia, muitos nem estavam formados ainda, que de repente se viram diante de um rival com o orgulho ferido.

Passados 15 anos, Andreessen, inspirado pelo sucesso do Firefox — que conseguiu reduzir o domínio do IE e inspirar empresas como Opera, Apple e Google a entrar no campo de batalha novamente, além da consciência de que o navegador será a base para uma nova web que ainda engatinha —, resolveu voltar ao segmento que ele mesmo criou.

Hoje, Andreessen é um proeminente empresário que financia projetos e empresas no Vale do Silício (Silicon Valley) e tem bastante experiência no assunto. Conjuntamente com Eric Vishria e Tim Howes, ambos parceiros dele nos tempos da Netscape, fundou e vendeu a Opsware para a HP por US$1,6 bilhão.

Fundada recentemente pelo mesmo trio, a RockMeIt só viria chamar a atenção da mídia quando, em uma entrevista, Andreessen deixou escapar que estava reunindo uma equipe de engenheiros para dar início ao desenvolvimento de um navegador completamente inovador, desenhado do zero e com foco na web do futuro.

Vishria não quis comentar nada a respeito, mas declarou que a empresa está nos primeiros estágios de desenvolvimento do produto e que não seria proveitoso se aprofundar no momento.

A política de privacidade do software já se encontrava no site, mas foi retirada por despertar alguns questionamentos sobre um possível envolvimento com o Facebook. Existiriam indicações do uso do Facebook ID no RockMeIt, que sugerem uma experiência personalizada para os usuários da rede social. Talvez se trate de uma solução similar à fornecida pelo Flock, que já vem otimizado para fácil interação com diversos aplicativos sociais.

RockMeIt e Facebook

Especialistas apontam que o maior desafio que qualquer novo browser poderá enfrentar hoje é como ser distribuído. Até mesmo o Chrome, com todo a promoção pesada que o Google faz, mal conseguiu superar a margem de 2% do mercado. O Safari somente se saiu melhor nessa história devido ao seu uso junto aos usuários do Mac OS X.

Considerando o fato de que Andreessen é diretor do Facebook, não seria estranho ele seguir o exemplo do Safari e _sugerir_ que os milhões de usuários da rede social passem a usar o RockMeIt para obter uma experiência de uso superior à vivenciada em outros navegadores. Só espero que ele não faça como o Google, que deixou os usuários do Mac em segundo plano e só agora está tirando o atraso. 😉

Posts relacionados

Comentários