Pesquisa recente mostra que estudantes estão dando prioridade a netbooks em vez de MacBooks

Em uma pesquisa conduzida com 300 estudantes que estão voltando às aulas nos Estados Unidos, a Retrevo averiguou que 34% deles estão optando por um um netbook menor e mais leve que um portátil convencional, enquanto apenas 17% estão pensando na aquisição de um portátil da Apple — como o MacBook. Para uma empresa que domina o mercado educacional em várias localidades do mundo, isso não é algo muito bom de se ouvir.

Publicidade

MacBook Pro com tela glossy

A preferência por portáteis de menores custo e dimensões tem crescido em função da recessão financeira e também pela maior portabilidade, mas isso nunca afetou o sucesso da Maçã entre os colégios e faculdades no passado. Hoje, apesar de os números no setor educacional serem bem maiores que o seu market share no ramo de computadores em geral, a coisa já foi melhor.

O orçamento médio destinado à compra de computadores neste setor caiu consideravelmente. Pouco menos de 18% dos entrevistados contam com US$1.000 ou mais para adquirir um Mac ou PC, enquanto 58% apresentam orçamento de US$750 ou menos para isso. Tal fato prejudica bastante a intenção de compra de portáteis, pois o mais barato da Apple custa US$1.000 (US$950, com desconto educacional, ainda inexistente aqui no Brasil).

Publicidade

Os netbooks, por sua vez, terão um bom ano de vendas, mesmo sendo criticados pelos executivos de Cupertino. Cerca de um quarto dos notebooks vendidos em 2009 serão de baixo custo, formando um mercado em que a Apple vem se recusando a entrar há muito tempo devido ao nível de qualidade das máquinas deste porte.

[Via: Electronista.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…